segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Quentinhas




Ficha limpa I

Em conversa com um vereador após a sessão de hoje, foi me dito que a discussão e consequente votação do projeto Ficha Limpa Municipal foi dada sem o aval da Comissão de Constituição e Justiça. Pelo menos ele que é integrante e presidente da referida comissão não convocou e muito menos participou de reunião da comissão para discutir o tal projeto, muito menos assinou qualquer parecer que permitisse a apreciação do projeto pelo plenário da casa.

Ficha Limpa II

O vereador já solicitou do presidente da Câmara Municipal os documentos que permitiram a votação do projeto, buscará saber se os demais integrantes da comissão deram andamento ao projeto sem que ele tivesse conhecimento. Mas disse logo que acha improvável, pois a comissão é composta por apenas 3 integrantes, e como ele não assinou e outro vereador da comissão já afirmou que também não assinou, é inviável a liberação do projeto para apreciação com a assinatura de apenas um integrante daquela comissão.

Consulta jurídica

Hoje durante as discussões no plenário da camará sobre o projeto que reajusta os salários dos conselheiros tutelares, me chamou atenção quando o vereador Junior Santos (PMDB), pediu que se fizesse uma consulta ao jurídico da casa para saber se o projeto realmente tem vicio ou não.  

Consulta jurídica II

Acontece que a Câmara de Vereadores contratou para fazer o jurídico da casa o escritório do advogado Marcos André, advogado bastante conceituado de Teresina. Mas acontece que Marcos André também é contratado pela prefeitura de Coelho Neto, logo ele participa da elaboração dos projetos de lei que o executivo envia ao legislativo municipal. Sem falar que ele, Marcos André, também atua como advogado particular do prefeito Soliney Silva (PMDB).

Consulta jurídica III

Logo pedir que jurídico da Câmara, na pessoa do dr Marcos André, analise um projeto enviado pelo municipal, elaborado com participação do dr Marcos André, é no minimo uma ridicularização sem tamanho da população de Coelho Neto. É obvio que dr Marcos André, na qualidade de prestador de serviço da prefeitura, e do prefeito Soliney não vai identificar erro algum em proposta de lei que seja de sua autoria.

É muita falta de senso do ridículo!

Comments system