sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Sessão a jato - Parte 1

A câmara municipal de Coelho Neto precisou de pouco mais de 45 minutos para realizar a sessão de ontem. Somente um vereador estava inscrito para falar, e apenas dois projetos estavam em pauta para discussão e votação.

O vereador Lustosa (PMDB), fez uso da tribuna para falar de um triste acontecimento no bairro Quiabos. Segundo o edil, alguns dias atrás a bomba d'Água do poço que atende aquele bairro queimou, e devido à demora para uma resolução do problema, moradores o procuraram para que ele viesse a intervir junto ao executivo municipal. Indo até o SAAE, conversou com o Joaquim Rego, que hoje é diretor daquele órgão, o mesmo explicou ao vereador que a bomba já se encontrava em Teresina, mas como havia uma pendência financeira do município com a empresa que faz o reparo das bombas, a mesma não poderia ser retirada, pelo menos não enquanto a dívida continuasse em aberto. O vereador buscou saber então o valor do conserto da bomba em questão, e pasmem, o valor era a quantia irrisória de R$ 700,00. Digo irrisória, porque é uma quantia insignificante quando comparamos ao volume de dinheiro que o município recebe por mês. Com essa informação, o vereador retornou ao bairro e explicou o caso ao moradores, que de imediato se prontificaram a fazer uma "vaquinha" com o intuito de arrecadar o dinheiro para o reparo da bomba, a quantia foi arrecadada em apenas um dia. Somente após isso aquele bairro voltou a ter água nas torneiras.

Faço aqui o seguinte questionamento. Alguns dias atrás o Dr Walkmar, membro da equipe de transição do prefeito eleito, postou em grupo do Whastapp uma um print de Computador. Nesse print aparecia a prefeitura de Coelho Neto como beneficiária do valor de R$ 1.557.452,75. Então pergunto, para onde foi esse dinheiro? Será que esse dinheiro todo, que entrou a mais na conta do município, não daria para pagar o reparo de uma bomba d'Água? Será que esse dinheiro não daria para pagar uma conta de luz? Será que esse dinheiro não daria para comprar insumos e remédios para a Maternidade e UPA? Os vereadores, que são eleitos para fiscalizar o executivo, não tem a curiosidade de saber como esse dinheiro está sendo gasto?


Comments system