sábado, 31 de dezembro de 2016

Tem dinheiro na conta

Na última postagem do ano, vamos falar de dois repasses que a cidade de Coelho Neto recebeu no último dia útil do ano.  No apagar das luzes de 2016 o governo federal fez dois repasses aos municípios.
Repasse referente a repatriação caiu ontem (3012) nas contas do município. 
Primeiro enviou via Fundo de Participação do Município (FPM), a quantia de R$ 1.374.206,45 (um milhão, trezentos e setenta e quatro mil, duzentos e seis reais e quarenta e cinco centavos). Em seguida, fora creditado nas contas da cidade R$ 303.608.481,77 (trezentos de três mil, seiscentos e oito reais, quatrocentos e oitenta e um reais e setenta e sete centavos). No total, a cidade recebeu no dia de ontem, R$ 1.680.481,77 (um milhão, seiscentos e oitenta mil, quatrocentos e oitenta e um reais e setenta e sete centavos).  

Repasse referente ao FUNDEB também caiu ontem (30/12) nas contas do município. 
Resta agora saber, se ao entrar na prefeitura dia 1 de janeiro, esse dinheiro estará nas contas. Pois é óbvio que não se gasta mais de um milhão e meio de reais da noite para dia. Principalmente quando se está devendo tantos funcionários públicos.

Falando em funcionário público

 Hoje em conversa reservada, recebi a informação que foram feitas diversas tentativas de contato com o governo Soliney, para saber se o dinheiro teria sido empenhado junto à justiça para a realização dos pagamentos referentes ao mês de dezembro. Mas nenhuma resposta foi dada a respeito do assunto.

O único pagamento que informaram realizar, foi o dos empréstimos consignados que estavam atrasados. E segundo a minha fonte, só pagaram esses consignados porque causa inelegibilidade.

Seria cômico se não fosse trágico. Pagar os bancos ele paga para não ficar inelegível. Mas pagar o povo, ele não paga. Porque sabe que a memória é curta. Mas veremos se a população realmente irá esquecer!   


"Vereador se curva a pressão do povo, e de mais ninguém" disse o vereador Cará

Vereadores após última sessão do ano.
A maioria deles pediram voto para Soliney (PMDB), apareceram em santinhos ao lado de Jademil (PMDB), foram a base aliada do atual governo, alguns tinham para mais de cem contratos na gestão municipal. Mas hoje, corajosamente, se colocaram entre Soliney e o povo.

O vereador Cará (PMDB), foi taxativo ao dizer: “Que vereador se curva a pressão do povo, e de mais ninguém”. E muitas foram as pressões. Foi um pega para capar, intimidações não faltaram, não faltaram ameaças, arrogância e prepotência.

Mas todas essas ações descabidas e autoritárias, desencadearam uma reação, de mesma força, e direção. O que acabou fazendo os vereadores que eram da base se voltarem contra o ainda prefeito. Não teve “viriadores” como tentam pintam. O que teve foram homens, homens que não aceitaram se deixar subjugar. Afinal a ditadura acabou em 1989, com a primeira eleição democrática e de participação popular.
 Tentaram sufocar os vereadores lhes tomando o mandato, em um episódio bizarro assumiu um presidente “relâmpago”, empossou 2 vereadores temporários, e tentou-se na base da força curvar o legislativo municipal. Apelaram para as brechas da lei! Mas no final a justiça foi feita, e correção foi aplicada.
Mas novamente foram ao ataque, partiram para ameaças e chantagens. Tiram do chapéu uma possível cassação por não declararem repasses da coligação para os candidatos, esperava assim obter a subserviência pela intimidação. Mas a reposta hoje foi cristalina. O grupo estava desfeito, e não havia ali nenhum lambedor de botas. Até há no meio quem seja, mas lhe faltou coragem para encarar o povo nos olhos, pela segunda vez.
E foi bonito de ser ver. Cada vereador dizia não ao autoritarismo, e sim a vontade do povo, derrubando os vetos que o então prefeito Soliney, fez às emendas que a casa legislativa inseriu e aprovou. A população presente respondia com aplausos, a cada sim que os vereadores davam pela derrubada dos vetos, e aplausos não faltaram aos vereadores que hoje agiram com liberdade. E foi sob os aplausos do povo que os vereadores encerraram sua última sessão do ano.
Esteve ausente pela segunda vez o vereador Rafael Cruz (PMDB), e o por uma fatalidade, o vereador Luiz Ramos também não compareceu.   



Feliz ano novo, por Marcia Bacelar e família



Amigos e amigas, irmãos Coelhonetenses,

Mais um ano se finda, é nesse clima de Fé, Esperança, de Confraternização Universal, que venho desejar-lhes um Feliz Ano Novo.

Ex-prefeita Márcia Bacela.
Que 2017 seja um ano de muitas conquistas para nossa cidade e de muitas realizações em suas vidas. Desejo imensamente que a partir de agora possamos reconstruir e construir uma nova cidade. Daqui para frente seguiremos mais juntos, firmes e fortes em busca de nossos ideais comuns.

Desejo ao prefeito eleito, muita sabedoria e serenidade, que conduza os destinos dessa terra com muito amor em seu coração, colocando sempre os anseios do povo em primeiro lugar. Enfim, é acreditar no futuro. Dias melhores virão. Fica registrado aqui os meus votos, do Bacelar e de toda nossa família.

Um Feliz 2017 a todos os coelhonetenses, não podendo jamais me esquecer dos nossos irmãos que estão morando em outros estados, que as bênçãos de Cristo Nosso Senhor, sejam derramadas em abundância e suas vidas. Nós vamos ser felizes, acreditem!

São votos das ex-prefeita Márcia Bacelar, do ex-deputado Bacelar e família.

Filho do vereador Luis Ramos está na UTI.

Vereador Luíz Ramos teve o filho alvejado
 por bandidos em tentativa de assalto.
Na noite de ontem o filho do vereador Luis Ramos (PSD), foi alvejado por um tiro na cabeça ao reagir a uma tentativa de assalto. O jovem rapaz foi socorrido pela SAMU da cidade, que o levou para Caxias. Lá chegando foi imediatamente para o centro cirúrgico, onde passou por cirurgia que durou aproximadamente duas horas. 

Após a cirurgia o rapaz foi encaminhado para UTI onde se encontra em observação. A cirurgia consistiu na colocação de um dreno na cabeça do rapaz. Como o hospital não tem médico especialista nesse tipo de cirurgia, foi colocado apenas um dreno de forma a permitir a oxigenação do cérebro, retirando os líquidos da cabeça, e aliviando a pressão interna. Ao termino do procedimento, os médicos estavam animados, apesar do quadro grave, o rapaz estava reagindo bem a colocação do dreno. Com isso nas próximas horas será possível encaminha-lo a Presidente Dutra ou São Luís, onde receberá atenção médica especializada.

Até o momento a polícia não se manifestou acerca da identidade dos meliantes, nem temos registro da captura dos mesmos.

Com atualização às 08:00hrs.

Atualização às 09:20hrs: O filho do vereador Luíz Ramos foi encaminhado à Teresina, para a realização do procedimento cirúrgico na cabeça, visando a retirada da bala. 

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Filho de vereador coelhonetense luta pela vida

SAMU parte para prestar socorro a jovens vitimas de assaltantes.
Foi durante um tentativa de assalto, que o filho do vereador Luis Ramos (PSD), foi alvejado por marginais com um tiro na cabeça. 

Segundo informações que chegaram a esse blogueiro, o filho do edil estava na companha de mais duas pessoas quando foram abordados por meliantes em uma moto. Quando o Assalto foi anunciado o filho do vereador tentou reagir, foi quando os meliantes efetuaram o disparo que lhe acertou na cabeça. Atingiram também uma das pessoas que acompanhava o filho do vereador, mas essa não corre risco algum.    

No momento o jovem rapaz está a caminho de Caxias, e sua situação é grave!

Atualização 23:49hrs: nesse momento o filho do vereador Luis Ramos está na mesa de cirurgia!  

Vereador Luiz Ramos, teve filho baleado por assaltantes.
A noite já se anunciava perigosa, quando por volta de 21:00hrs diversos foram feitos em redes sociais que uma dupla em moto vermelha realizavam assaltos pela cidade. 

O blog manifesta aqui sua solidariedade para com o vereador Luis Ramos. Que Deus possa nesse momento ser pela família.
  

A chama coelhonetense

Segundo algumas culturas o fogo tem poder purificador. Quando se submete algo ao fogo, você está purificando aquele objeto. Talvez não seja por coincidência que nessa última semana de governo, Coelho Neto esteja vendo tanto fogo. Afinal 3 dias atrás foi fogo na entrada da cidade, servidores do município protestaram pelo pagamento de seus salários, hoje foram os “invasores” do Bonsucesso a tocar fogo na saída da cidade.

Barricada montada na saída da cidade para Duque Bacelar.

A reivindicação deles já foi dita nesse blog, querem uma divisão justa e igualitária dos lotes. Eles não se sentem atendidos pela prefeitura, e reclamam que não participaram das negociações. Apenas uma minoria esteve à frente das conversas, e que nada do discutido foi de forma aberta, transparente e inclusiva. Dizem que a distribuição da forma que foi feita, atendeu a interesses diversos, que não os deles, apontam inclusive um série de pessoas beneficiadas que não tem relação alguma com aquela ocupação.

Motoristas aguardam para passar.

Segundo eles, a situação ficou preocupante, porque depois que a prefeitura distribuiu aqueles "papeis" no teatro, muitas pessoas foram até a ocupação saber onde estavam seus lotes. O que já configura a maldade, tendo em vista que os lotes deveriam ter sido distribuídos apenas a quem estava lá. Se aquelas pessoas não sabem onde está seu lote, fica evidente que ela não participou em momento algum da ocupação. O que é um injustiça, tendo em vista que diversos participantes não foram contemplas na distribuição da prefeitura.


Exemplo de alguém que recebeu papel no teatro. Mas desconhece o local. 

E o risco de conflito cresce ainda mais. Olhem a imagem acima, leiam o relato. Se a pessoa que escreveu isso tivesse de fato participado da ocupação, ela saberia onde fica seu lota. Não precisaria perguntar para ninguém. O sinal de alerta acendeu no momento que algumas pessoas, que receberam os "papeis" no teatro, estão reivindicando lotes que estão ocupados desde o princípio da invasão.

Agora alguém me explique como foi isso, uma pessoa que está desde o começo da ocupação não recebeu lote algum, não recebeu "papel" nenhum. Agora tem quem não passou uma noite sequer, quem não enfiou uma estaca no chão, quem não tem um dia de sol naquela invasão, recebeu direito de lote na ocupação!

Policia em conversas com manifestantes.
É melhor que o Ministério Público Estadual (MPE), e a justiça intervenham logo nesse caso. Essa é uma situação muito crítica, uma bomba relógio prestes a explodir. Se nada for feito agora, capaz de correr sangue ali.   
           


A mentira que enganou a todos

Esse está um assunto tão batido, que fica até chato escrever sobre ele novamente. Mas ainda assim não deve deixar de ser tocado. A verdade é que as piores previsões se confirmaram, e o prefeito Soliney (PMDB), entregará a prefeitura dando um calote enorme em muitas pessoas.

No final Soliney mentiu tanto quanto essa imagem.
Serão secretários escolares, auxiliares de limpeza, vigilantes, digitadores, enfermeiros, médicos, farmacêuticos, bioquímicos, motoristas, enfim, serão diversos os funcionários do Município que passarão o ano sem ver cair nas suas contas R$ 1,00 real sequer de seus salários referente a dezembro.  



Muitos foram os que caminharam até o banco atrás de seus salários, na esperança de ter algum dinheiro para viajar com suas famílias, comprar uma roupa nova, fazer uma feira, e terminarão o ano sem nada. Apenas com choro, e lamentação!



Um irmão do prefeito Soliney, já tinha aletardo: “Vocês defendem tanto o Soliney, mas só no final vocês saberão quem ele é de verdade”. E realmente, só agora sabemos de quem se trata.


A Hipocrisia do prefeito

Repasse referente a janeiro e fevereiro 
“Quando Flavio Dino deixa de mandar dinheiro para Coelho Neto, não é a mim que ele prejudica, mas, sim o povo da cidade”. Essas foram palavras se tornaram um mantra do Soliney (PMDB), nos últimos 2 anos de governo dele. Sempre que perguntado a respeito da cidade não ter mais tantas obras, ou do governo dele está paralisado, ou da falta de materiais e ações do município, Soliney respondia com essas palavras.  

Repasse referente a março e abril

Mas em 2016 do município de Coelho Neto, recebeu a quantia de R$ 93.247.481,60 (noventa e três milhões, duzentos e quarenta e sete mil, quatrocentos e oitenta e um reais e sessenta centavos). Valor esse referente ao que o governo Soliney (PMDB), recebeu do governo Federal e Estadual de repasses obrigatórios durante o ano de 2016. Esse são repasses que a Constituição Federal manda a União e os Estados compartilharem com os municípios. O número fica ainda maior, se somarmos a ele o que entra no munícipio através de convênios, com isso o número ultrapassaria facilmente a casa dos R$ 110 milhões de reais.

Repasse referente a maio e junho

Mas vamos a incompatibilidade, esse ano Soliney teve a sua disposição um orçamento municipal de R$ 124 milhões de reais para gastar, poderia fazer qualquer ação durante esse ano, como vimos dinheiro para isso teve. E não tem motivo algum para pagar servidor atrasado, ou não pagar.
Agora o maior absurdo, é a diferença no discurso. Soliney diz que Flavio Dino (PC do), prejudica a população quando não envia recursos para a cidade. O Soliney prejudica a quem quanto retira dinheiro da cidade? O orçamento que Soliney enviou para análise da câmara, diz que para 2017, o município só terá à disposição R$ 100 milhões de reais. Com isso Soliney tranca nos cofres R$ 24 milhões de reais no cofre da prefeitura. Dinheiro que ninguém poderá tocar durante todo ano de 2017, mas que esteve à disposição dele esse ano.

Repasse referente a julho e agosto

Foi a essa maldade que os vereadores disseram não na última segunda-feira, foi contra isso que os vereadores votaram. Foi para impedir essa injustiça que vereadores se voltaram contra Soliney. Vai por isso ele, Soliney, está tão magoado. Tão acostumado a ouvir “sim senhor” de quem o cerca, Soliney passou a desconhecer o não quando escuta.
  
Repasse referente a setembro e outubro


Repasse referente a novembro e dezembro




    

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Vereadores convocados

Hoje a câmara de vereadores lançou e deu publicidade ao edital nº 006, que convoca os vereadores a se reunirem em sessão extraordinária dia 31 de dezembro, sábado, às 09:00hrs. A pauta da sessão será a análise dos vetos às emendas feitas pelos vereadores na Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO), e na Lei Orçamentaria Anual (LOA).

Edital de convocação

Essa será a primeira sessão realizada, depois da ameaça velada que o prefeito Soliney (PMDB), fez de processar e pedir na justiça a cassação dos vereadores de seu partido. Agora caberá a população ir acompanhar se os vereadores irão ceder às ameaças do atual mandatário ou se votarão de acordo com suas consciências, se mantendo firmes em seu posicionamento, de aprovar as emendas e rejeitar os vetos do prefeito.

Essa apenas um das muitas novelas que se desenrolam na cidade nesse momento, vamos acompanhar e torcer que essa também tenha um final feliz. 

O triste desabafo da frustração

Não há muito o que se dizer, não há palavra alguma que eu escreva aqui, que consiga sintetizar tão bem o que esse senhor diz. Impossível ouvir e não sentir uma ponta de tristeza. Até porque quando Soliney (PMDB), ganhou a eleição 8 anos atrás, ele trazia nos ombros a esperança do povo. Hoje o que há é tristeza, desapontamento e frustração. Muita frustração!


 


Não sairemos!

Invasão no Bonsucesso

Na manhã de ontem, a prefeitura chamou os alguns dos "invasores" que ocuparam terras no Bonsucesso, para lhes entregar os documentos de concessão de direito real de uso. De acordo com a Secretaria de Assistência Social, apenas famílias que se encontram em grave situação de vulnerabilidade social e cadastrada no Cadastro Único foram beneficiadas. Ainda de acordo com a Secretaria os critérios adotados foram os seguintes: Idoso como responsável familiar; Pessoas com deficiência; Mãe solteira com filhos de até 6 anos de idade; Pessoa com doenças crônicas na família; Família com maior número de crianças; Famílias mais numerosas; Família de menor renda.

Mas há quem diga que os critérios não foram esses. Segundo relatos de pessoas que estão na “invasão” desde o princípio, muitas foram os beneficiados que tem uma situação financeira confortável, em relação a outros que não receberam a concessão. Dizem que tem gente ali que está apenas servindo de laranja para outros, assim como tem pessoas que já possuem casa própria, que são donos de carro, alguns até são comerciantes, enfim, são diversas as irregularidades apontadas nessa distribuição feita ontem pela prefeitura. Ainda há quem alegue que nunca foi chamado para uma entrevista social, ou para apresentar quaisquer documentos que comprovem a situação de vulnerabilidade.

Paulo Verdan, planeja resistir. 
Diante tudo isso, Paulo Verdan está convocando a todos que não receberam o título de cessão, e que se sentem prejudicados por essa seleção, a não desocuparem. A ideia é manter uma resistência, e provocar um diálogo com o governo, e chamar a atenção dos outros poderes constituídos na cidade para que as falhas na distribuição possam ser corrigidas. Paulo Verdan também espera que a sociedade abra os olhos para mais essa injustiçada cometida no apagar das luzes desse governo.  

Quem fala é o PROCON

Hoje quem entrou em contato com esse blogueiro, foi o diretor de fiscalização do PROCON/MA Bruno Cruz. Que desejava falar a respeito da postagem que fiz ontem, de título “Alô PROCON”. Onde eu falava da medida absurda tomada pelo Banco do Brasil da cidade, e da cobrança de uma taxa que certa loja exige ao fazermos uso do cartão.

Ricardo Cruz diretor de fiscalização e
Duarte Junior diretor do PROCON/MA
A respeito dessa taxa cobrada pela loja, Ricardo disse que no último dia 26 de dezembro, o presidente Michel Temer, editou uma medida provisória que permite esse tipo de cobrança diferenciada, a depender do método de pagamento escolhido pelo cliente. O que na pratica significa que os valores dos produtos mudarão de acordo com método e pagamento, seja ele a dinheiro, cartão em debito, cartão em credito, cheque ou carnê. Mas ressaltou que o PROCON atuará de forma a exigir que as empresas sejam claras quanto as variações de preço, e informem aos clientes corretamente. Quanto ao Banco do Brasil, Ricardo disse que estaria enviando uma notificação ao banco a respeito de tal de medida, e que entraria novamente em contato quando tivesse algum posicionamento da instituição.

Aplicativo para celular. 
Aproveitando a oportunidade, Ricardo também falou de um aplicativo para celulares que o PROCON/MA disponibilizou ao cidadão maranhenses. Ele explicou que como a instituição não pode estar presente fisicamente em todas a cidades do estado, e que o aplicativo vem a fazer essa aproximação entre o PROCON e a população, através dele o cidadão poderá encaminhar sua denuncia para o órgão

Soliney em colisão com o legislativo municipal

Depois da derrota esmagadora na última sessão do ano, o ainda prefeito Soliney (PMDB), mais uma vez desafia o legislativo municipal a subir no ringue. Acontece que o o prefeito vetou as emendas que os vereadores aprovaram na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e também na Lei Orçamentária Anual (LOA). 


A primeira emenda, feita pelo vereador Osmar Aguiar (PT), diz respeito a LDO, ela pedia fossem retirados os anexos que a acompanhavam a proposição. Algo que foi discutido e aprovado pela maioria esmagadora do plenário. A segunda emenda, também proposta pelo vereador Osmar, já dizia respeito a LOA, ela concedia ao orçamento do próximo ano, uma suplementação de 70%. Também amplamente discutida, e aceita pela maioria esmagadora do plenário. 

 Se era tão importante assim a aprovação dessas emendas, Soliney deveria ter mandado ao ringue não só um vereador, e sim dois. Para quem não lembra apenas Luís Ramos (PSD), lutou pelo Soliney essa batalha, Rafael Cruz (PMDB), simplesmente não compareceu. Não se sabe se por falta de convite, ou por já saber que seriam derrotados. 

Vetar algo aprovado por maioria ampla é uma afronta a casa legislativa, se fosse aprovado uma maioria pequena, vitoria simples, até caberia discutir. Mas quando se aprova algo atingindo quase uma unanimidade, e o executivo veta, soa como uma provocação ao outro poder. Soliney parece esquecer que o plenário do legislativo é soberano! 

Agora caberá ao presidente do legislativo convocar uma sessão extraordinária para analisar esse vetos. O resultado dessa análise já está mais do que prevista. É aguardar para ver. 

O outono do General


Ontem o jornalista Carlos Machado, fazendo uso de seu blog anunciou que o Prefeito Soliney (PMDB), falará novamente a TV Difusora. Essa será a segunda entrevista do prefeito em menos de um mês. Fico imaginando o que o prefeito pode ter a falar que já não tinha dito antes. Ele já destilou fel, já falou de sua grandeza, já fez promessa de para o mês que não cumpriu e até já atacou o prefeito eleito. O que mais falta? Só for apenas para se despedir, e desejar uma boa virada de ano, um vídeo de 1 minutos resolvia. Agora falar por meia hora e dizer coisas sentindo, aí já não dá.

Sem falar no desperdício de dinheiro público que todo esse teatro é. Não custa lembrar que Carlos Machado é funcionário do município, paga pelo município, então seu tempo e nosso dinheiro seria muito bem empregado falando e mostrando o que deve ser dito. O descaso com nossa cidade!
Nesse fim de ano nossa cidade não teve uma mísera lâmpada de natal pendurada em um poste, não teve um boneco de barro sequer na praça fazendo as vezes de presépio, não teve pano vermelho amarrado em lugar algum. Natal aqui foi como se comemora em cidade de judeus, não existiu. Somos judeus?

Isso para não falar da coleta de lixo que simplesmente parou. Para não falar dos médicos na UPA e Maternidade que sumiram, a até a nora do Soliney não aparece mais lá já tem um tempinho, apenas a Gemma ficou. Teve o prédio da prefeitura sem energia por quase um mês. Temos a maternidade em risco de fechar a qualquer momento, e a UPA podendo parar também. Sem falar nos salários não pagos!

Mas ele hoje vai na TV, vai falar do grande governo que fez. O que pode ser verdade, pelo menos até o meio do ano, mas que segundo a Controladoria Geral da União não foi tão bom assim! Pode querer falar que os salários estão em dia, apesar de que é uma meia verdade, mas que não passa de uma mentira completa.

Extrato bancário retirado ontem.
Servidor ainda não viu na conta um real do salario.  
Não existe salario em dia quando você demite pessoas com 3 meses de salários atrasados, não existe salario em dias quando muitos ainda não receberam. Quando muitos ainda estão de panelas vazias e contas no prego. Não existe salario em dia quando um pai de família não tem um centavo sequer para uma simples lembrança de natal para os filhos!


É senhor prefeito, hoje você vai na TV falar, espernear e pode até chorar. Mas o fim é esse, triste e melancólico. Se não para o senhor que tem mesa farta, será para uma centena de servidores do município pendurados em contas e que amargam a incerteza. E será para milhares de coelhonetenses, que o senhor abandonou.   

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Alô PROCON

Pelo jeito a população de Coelho Neto tem vocação pra palhaço. Hoje fui ao Banco do Brasil e para minha surpresa à agência se encontrava fechada! Mas não se engane não, não estou falando do atendimento ao público, falo dos caixas eletrônicos. 

Aviso na porta do Banco

Lá na porta da agência, tem um aviso que a partir do dia 19 de dezembro aquela agência não mais funcionária depois das 17:00hrs. Sem falar que sábados, domingos, e feriados seria fechada também! 

É mole? 

Não bastasse essa minha falta de sorte, resolvi então ir em uma certa loja localizada ao lado do banco pagar uma conta. Chego lá, enfrento a fila, não tão grande, e ao chegar minha vez, como não tinha dinheiro em espécie, fui pagar no débito do cartão. 

Quando apresentei o cartão a vendedora disse que tinha um acréscimo de 3% sobre o valor. Quando perguntei por quê, ela simplesmente disse porque sim! Aaaah se aqui tivesse uma agência do PROCON! 

Veja o que diz o PROCON sobre o caso: "A explicação: existe um decreto federal que proíbe a prática de dois preços. Todo estabelecimento comercial é obrigado, exclusivamente, a receber pagamentos em espécie, mas se ele se propõe a vender também em cartão ou em cheque tem que praticar os mesmos preços em todos os casos.

“A compra através de cartão de crédito ou cheque é à vista e o preço tem que ser o mesmo, com desconto ou sem. Perante a lei, o estabelecimento está errado, a cada denúncia, ele pode sofrer uma autuação que vai de R$ 450 a R$ 9 milhões, chegando até a interdição temporária”, explica Roberto Campos, gerente jurídico do Procon". 


É muita palhaçada! 

Prefeito não PAGOU!

Ontem esse blog postou uma informação que dava como certo o pagamento de todos os servidores municipais de Coelho Neto na data de hoje, 28 de dezembro. Logo depois o portal de notícias ligado ao prefeito Soliney (PMDB), confirmou de forma oficial o pagamento de “TODOS” os servidores, afirmou que eles receberiam seu 13º salário, e salário referente a dezembro na data de hoje.

trecho da postagem do Portal Coelho Neto.

Em um trecho da notícia publicada no Portal Coelho Neto, à seguinte afirmação: "Temos a confirmação da prefeitura de que amanhã o 13º salário dos servidores e salários estará em conta. O pagamento foi possível graças ao adiantamento através do governo federal, onde repassou os recursos, parte dos fundos do FUNDEB e da repatriação”.

Mas na prática não foi isso o que ocorreu. Muitos foram os servidores que se dirigiram até o banco e não encontraram nada em suas contas, alguns servidores até encontraram, mas o dinheiro era referente apenas ao 13º terceiro salário. O salário de dezembro que o prefeito anunciou que seria pago junto, não caiu.

Teve quem recebeu salário e 13º juntos, mas isso ocorreu apenas na Educação. A explicação para isso é que o FUNDEB é composto por 60% para professores, coordenadores e diretores. Então esses receberam salário de dezembro, e 13º salário hoje. Já os 40% que faltam, são referentes à administrativos, vigias, auxiliares, e outros cargos. Esses a prefeitura pagou 13º salário hoje, mas o salário de dezembro ficou para dia 30, portanto sexta-feira.

Quanto a saúde, até o momento apenas o salário de novembro foi pago, e ainda assim ontem. Hoje não caiu, ao menos por enquanto, o salário de dezembro. Vamos lembrar que o prefeito anunciou que "OS SERVIDORES" receberiam hoje. Temos também a questão dos funcionários da saúde, que foram demitidos no começo desse mês, e tem salários atrasados a receber da prefeitura. Eles também ainda não receberam nada até o momento.

Por enquanto, de forma oficial, os únicos funcionários da Saúde com perspectiva de recebimento são os Agentes Comunitários de Saúde (ACS). Para ele, foi anunciado hoje no teatro municipal, que os salários seriam pagos dia 5 de janeiro. Segundo o Secretário de Administração Benedito Lopes, o dinheiro seria empenhado junto à justiça para que esse pagamento fosse realizado pela próxima gestão. 


terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Prefeitura anuncia para amanhã pagamentos de todos os servidores.

Em conversa agora noite com a equipe do prefeito eleito Américo de Sousa (PT), o Secretario de Administração Benedito Lopes, comunicou que amanhã será realizado todos os pagamentos dos servidores do município, contratados e concursados. Além dos salários, será pago também o décimo terceiro salário dos servidores concursados. 

Demonstrativo do Banco do Brasil
onde aparecem os recursos creditados nas contas do município. 
Segundo o secretario, o pagamento só será possível devido ao adiamantamento dos recursos por parte do governo federal, onde foram creditados fundos do FUNDEB e também da Repatriação, que caíram hoje nas contas do município. Amanhã o financeiro do municipal fará as transações bancarias necessárias para garantir que todos os servidores possa receber seus salários do mês de dezembro, e o que falta do décimo terceiro. 

Prefeitura paga parte dos salários


Era por volta de uma da tarde quando a subsecretária de Administração Samara Santos, divulgou em grupo de WhatsApp que foi realizada hoje os pagamentos os pagamentos das folhas da Saúde e Administração.

Ainda no anúncio, Samara explicou que os pagamentos foram realizados somente hoje pois todo do dinheiro foi repassado apenas ontem 26 de dezembro.

Extrato bancário de um Agente Comunitário de Saúde.

Quem também fez uso do WhatsApp para divulgar os pagamentos foi Secretário de Saúde Emerson Ramos. No grupo de WhatsApp Saúde em Ação ele comunicou que todas as folhas da saúde foram pagas. Ainda explicou que a partir da 18:00hrs o dinheiro estaria disponível nas contas.

Durou pouco

No sair da notícia muitos foram os servidores que partiram em direção ao banco para conferirem seus saldos bancários. Realmente havia dinheiro lá, mas apenas referente ao salário do mês de novembro. Até o momento nem vestígio de décimo terceiro salário, ou terço de férias.

Problema maior tem nas mãos os agentes de saúde. Segundo eles o único dinheiro que caiu nas contas foi relativo aos salários, o incentivo a que a categoria tem direito nem sinal, muito menos os dinheiro referente aos direitos trabalhistas. Como é possível conferir no extrato acima. 

Acréscimo

Durante a redação dessa postagem, tive conversa com servidor que tem largo conhecimento do caso. Esse servidor me explicou que esse dinheiro que os Agentes Comunitários de Saúde receberam hoje, se tratava do incentivo financeiro referente a novembro, não do salário. Segundo esse mesmo servidor, o salario de novembro está na conta da prefeitura, falta apenas o banco compensar. Quanto ao de dezembro, o Ministério da Saúde não enviou ainda. 

Em todo caso

Fica aqui o registro das duas versões, para que a população tome conhecimento e possa formar opinião própria. O blog se manterá atento ao desenrolar do fatos e a qualquer momento postamos maiores informações sobre o caso.  

Coelho Neto pega fogo

Servidores preparam barreira de pneus.
Servidores que se encontravam concentrados na praça Duque Bacelar, saíram em caminhada rumo ao Fórum da cidade. Lá eles intencionavam encontrar com a juíza plantonista Raquel Araújo. Tentariam expor a juíza a situação em que se encontram. Alguns estão sem receber salários a três meses, outros foram demitidos, apesar dos salários estarem atrasados e nunca receberam nada, nem sequer carta de demissão. Não houve pagamento de 13º salario e muito menos terço de férias. 



Servidores da cidade estão amargando uma grave crise em suas casa, sem falta dinheiro para comprar itens de necessidade básica, falta comida, as contas de água e energia se acumulam, também já acumulam dividas nos supermercados. Alguns não tiveram sequer uma ceia de natal. Estão sem perspectiva alguma quanto a virada do ano. A maioria tem atravessado essa crise contando com a ajuda de familiares e amigos.



Essa é a crise mais grave pela qual a cidade atravessa desde que o grupo João Santos anunciou o fechamento da Itapagé, e a redução no quandro do funcionários. A prefeitura municipal passou a ocupar o vácuo deixado pelo grupo, tornando-se a maior empregadora do município e geradora de renda. Com o não pagamento dos salários, essa crise já é sentida até no mercado local, muitos são os comerciantes que reclamam das queda nas vendas, e do dinheiro que tem a receber(fiado) que nunca aparece. O comercio local avalia que esse natal foi o pior dos últimos anos, as vendas não alcançaram o minimo esperado, e agora se encontram devendo fornecedores. Eles lembram que muitos dos seus clientes são funcionários municipais, e que o fato dos mesmo não terem recebido seus salários tornou a natal do comerciante local muito difícil nesse fim de ano.

É notável o abandono em que está mergulhada a administração municipal, nenhum membro do governo aparece para dar uma justificativa que seja. A sensação é de abandono total! Hospitais sem médico, sem remédios, sem insumos. A coleta de lixo não funciona. Ninguém está no controle, estamos literalmente jogados a própria sorte.  

 

Servidores em protesto

Servidores batem panela em referência às panelas vazias do natal. 
Hoje as 08:00 da manhã pontualmente agentes de saúde e professores começaram a se reunir na frente da Secretaria de Saúde e ao lado da Prefeitura para protestar.



Servidores reivindicam o pagamentos de salários que estão atrasados, e direitos trabalhistas como terço de férias, e 13º salários. Reclamam que não tiveram dinheiro para proporcionar uma ceia de natal decente para suas famílias, e que não querem passar a virada do ano sem dinheiro. Estiveram presentes professores e agentes de saúde. 

Prefeitura de Coelho Neto envolvida em investigação por Agiotagem



Ontem no final da tarde começou a rodar nos grupos de Whatsapp, e no privado de algumas pessoas a imagem acima. Nela vemos listados municípios que supostamente seriam alvo de uma operação por parte do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) nos próximos dias. Mas a verdade é que essa lista veio a púbico no dia 04 de abril de 2015, e desde então nada aconteceu em Coelho Neto, apesar de a investigação ainda estar em curso.   

Embora a lista não identifique os nomes dos 41 prefeitos e ex-prefeitos envolvidos no esquema que escamoteava verbas da educação e da saúde, as investigações da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) se concentram unicamente no período de 2009 a 2012, ano em que Soliney já comandava a cidade.

Desde o início da Operação Imperador, deflagrada no final de março deste ano e que incluiu o nome da prefeitura da máfia da agiotagem, o prefeito tenta se valer de uma certidão emitida em maio de 2013, que teria sido dada pela própria Delegacia Geral de Polícia Civil, mas em atendimento a uma solicitação protocolar, apenas para não atrapalhar as investigações, que correm em sigilo.
Além de prefeitos e ex-prefeitos, as investigações da Seic também apuram o envolvimento de empresários, nomeados pelo governador Flávio Dino (PCdoB), deputados estaduais e vereadores de São Luís na máfia da agiotagem.

Rosangela Curado ao lado de Soliney Silva.
Durante esse período que vai de 2009 a 2012, foi descoberto em Coelho Neto, na Secretaria de Saúde, que na época era comandada pela Odontóloga Rosangela Curado (PDT), que estava havendo em escamoteamento de dinheiro público destinado a saúde.

Durante gestão dela na saúde coelhonetense, foram pagos 193.291 mil procedimentos médicos com recursos do SUS destinados à Prefeitura de Coelho Neto. O que mais chama a atenção é que na época segundo dados do IBGE a cidade tinha apenas 46.792 habitantes que, se somados aos moradores das cidades vizinhas de Duque Bacelar, Buriti e Afonso Cunha, que poderiam ser assistidos com os recursos enviados para Coelho Neto, totalizariam 88 mil pessoas, menos da metade das mais de 193 mil que teriam sido tratadas de glaucoma, com o detalhe de que apenas as pessoas da terceira idade, cerca de 12% dos 88 mil potenciais clientes do SUS, poderiam ter a doença.

A fraude, de obvia, faz pensar que Rosângela Curado nunca imaginou que um dia seria auditada pelo SUS. Tem médico que colocou no bolso R$ 655.853,69 num mês, como se nos 19 dias úteis de abril de 2011 um único profissional teria atendido 13.490 pacientes, ou feito procedimentos em 26.980 olhos, 25 segundos para cada olho sem intervalo para a saída e entrada de pacientes, isso considerando que o médico ficava até 10 horas em pé num centro cirúrgico ou no ambulatório.

O que mais faz pesar a mão dos auditores contra Rosângela Curado é o fato de apenas um dos quatro médicos pagos por ela, para “curar” 193 mil pacientes de glaucoma, ter especialidade em oftalmologia. Os outros três são clínicos gerais, o que, para o SUS, se constituiu em ato de extremo risco para os doentes tê-los submetidos a essa situação, se, de fato, essa multidão toda tivesse sido “tratada”. E mais: Curado declarou que esses procedimentos eram feitos em ambientes improvisados, em casas arranjadas pelas prefeituras, em regime de mutirão.




A auditoria também condena o fato dela ter alegado, em defesa, que teria atendido gente em outras regiões, o que não se justifica, e determina que seria técnica e humanamente impossível atender tanta gente no espaço de tempo declarado nas faturas pagas. Um único médico, sem especialidade para tratar doenças dos olhos, faturou R$ 3.382.792,89 em cima de 74.424 procedimentos, ou seja, 148.848 olhos tratados.

“Especialistas” - Os mesmos médicos e diretores da clínica contratada por Rosângela Curado suspeitos de malversação de mais de R$ 8,2 milhões das contas da Prefeitura de Coelho Neto respondem por crimes idênticos cometidos com uma clínica de razão social diferente no município piauiense de Água Branca. Lá o rombo foi de R$ 2,5 milhões e incluiu ousadias como o mesmo profissional atendendo em 15 cidades no mesmo dia, pessoas mortas há mais de dois anos sendo operadas até duas vezes e declarações falsas de porte de especialidade em oftalmologia.

No caso do Maranhão, Rosângela Curado foi chamada pelo SUS para devolver os R$ 8.278.517,20. 

Contribuição portal brasil247 e portal autal7 (atual7).

Sessão de despedida

Hoje na câmara municipal também foi dia de despedidas. Depois de votarem os projetos que faltavam, o presidente da casa, vereador Raimundão (PMDB), liberou a tribuna da casa para que os vereadores fizessem suas últimas considerações do ano, o que para alguns seria, ao menos por enquanto, suas últimas palavras na casa do povo.

Vereador Antônio Pires usada da tribuna para se despedir do mandato de vereador.

Dentro todos os que falaram, quero aqui destacar o discurso do vereador Antônio Pires (PC do B). Ele que esse ano não disputou cargo ao legislativo, apesar de ter ocupado uma cadeira no parlamento municipal por 4 mandatos consecutivos, o que significa dizer que foram 16 anos como representante na casa do povo, na legislatura que se finda, ele é o vereador mais longevo de todos. Também é dele o maior número de indicações e projetos apresentados em favor da população. Antônio Pires saí do legislativo, mas deixa lá sua esposa para continuar sua luta em favor do homem de campo, e da população coelhonetense em geral.   

Em um discurso sereno, algumas vezes emotivo, Pires fez um balanço de sua atuação parlamentar. Falou do aprendizado que teve naquela casa, e das dificuldades em se fazer política em Coelho Neto, seja pela população muitas vezes exigente, ou pelo executivo muitas vezes intransigente. Disse que ao iniciar sua trajetória naquela casa muitas vezes teve de lidar com o olhar desconfiado que lhe era dirigido, muito o viam apenas como o “caboco” que por sorte virou vereador. Ressaltou que não se deixou abalar pelas críticas, e de cada uma delas vez degrau para seu trabalho parlamentar. Foram 16 anos de luta diária, em busca do melhor para a população coelhonetense. Nesse caminho fez bons amigos, descobriu alguns não tão amigos assim, mas nunca perdeu de vista seu objetivo em lutar por melhorias para o povo do campo, afinal foi no campo que tudo começou. Agradeceu aos amigos parlamentares pela convivência, harmonia e sobretudo pela amizade, demonstrou também sua gratidão aos servidores da casa que muitas vezes são um apoio na atividade do vereador de legislar. Falou que agora tem pela frente um novo desafio, para o qual o povo coelhonetense escolheu a ele e ao Américo. Não será uma missão fácil, muitas são as dificuldades que tem se apresentado desde o fim da eleição, mas que tem buscado olhar para tudo com muita humildade e serenidade. E novamente destacou a gratidão que tem por sua passagem pelo legislativo municipal, e a população coelhonetense, que lhe confiou 4 mandatos de vereador e agora lhe deu a missão de ser vice-prefeito.  




segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Mensagem bomba

Na noite de hoje chegou até esse blogueiro, um rumor já especulador por duas fontes diferentes. Geralmente procuro alguma confirmação, até para não passar aqui alguma informação mentirosa. Mas dada a gravidade do assunto, prefiro fazer o alerta a população, do que deixar passar em branco.


Segundo a informação, o atual gestor após votação da LDO e LOA, teria disparado mensagens de para seus secretários ordenando que não se realizasse mais nenhum pagamento da prefeitura. Alegou para isso a votação por 12 votos a 0, que lhe garantiu uma derrota esmagadora na câmara de vereadores hoje pela manhã.

Ainda não consegui confirmação em definitivo, e estou no aguardo maiores informações que venham a confirmar ou refutar tais boatos. 

Aproveito também para informar a população que amanhã terá uma manifestação do servidores municipais na praça Duque Bacelar, onde os mesmo estão reivindicando o pagamento dos seus salários, e direitos trabalhistas. A ideia é sair em caminhada da prefeitura até a porta do Fórum municipal, onde a juíza se encontra de plantão.      

A qualquer momento posto quaisquer atualização sobre o assunto. 

Comments system

Disqus Shortname