segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Enrolada com dinheiro da Repatriação

Hoje o prefeito Américo de Sousa foi ao banco buscar informações acerca das movimentações financeiras da prefeitura no apagar das luzes de 2016.

Como dito por esse blog no último dia útil de 2016 a prefeitura recebeu cerca de R$ 1,6 milhões da repatriação, e FUNDEB.

Acontece que o ex-prefeito Soliney (PMDB), em seu último ato administrativo, emitiu ordem bancaria para com esse recurso pagar fornecedores, e prestadores de serviço da prefeitura. E para garantir que isso fosse pago, incluiu na mesma ordem os pagamentos dos salários dos servidores da educação. Acontece que apesar da emissão de ordem bancaria, o ex-prefeito Soliney não fez um empenho junto a justiça, há também o fato de esse ser um recurso extra, que não foi previsto pelo orçamento para 2016. Logo o ex-prefeito precisaria de aprovação do legislativo municipal, para usar esse recurso. Algo que não teve. Portanto foi uma operação completamente viciada e fora da legalidade!

Então Américo pediu que fosse realizada uma perícia nesses contratos, e a conferência para saber se os serviços foram devidamente prestados. Até a conclusão dessa perícia e ter autorização do legislativo para dispor do dinheiro, os pagamentos foram suspensos, o que afeta também os pagamentos dos servidores.

O prefeito Américo disse que negociará com a câmara para que seja realizada uma sessão extraordinária assim que possível. Para que o legislativo municipal realize a votação de uma autorização, permitindo ao executivo usar esse recurso extra para o pagamento dos salários dos servidores.

Até lá o prefeito garante que os pagamentos será realizado, tendo em vista que há recursos para isso. Só pede paciência para que tudo possa ser feito dentro da legalidade e com a devida transparência.

Comments system