domingo, 1 de janeiro de 2017

Esperança e confiança

Américo de Sousa e Pires
recebem ao lado de aliados e amigos o ano de 2017

Hoje é um dia especial na história de Coelho Neto. Será o dia que o menino humilde do interior de Buriti assumirá o posto mais importante da cidade, o de prefeito municipal. Nos últimos anos Coelho Neto foi governado por uma bancaria, depois veio o filho de um Duque, e mais recentemente um empresário. Hoje o governo será entregue a um professor, ex-vendedor de din-din nas ruas. Com isso me atrevo a dizer que eleição de Américo é a mais simbólica da história de Coelho Neto, não representa apenas desejo de mudança, tem algo maior.

Quando o ano virou, e todos já tinham se cumprimentado, Américo assistia no canto do palco a apresentação da banda, me aproximei dele pedi que descrevesse aquele momento em uma palavra. A resposta não poderia sem mais significativa: “ESPERANÇA”.



A esperança moveu as pessoas, e as levou a votar em Américo de Sousa para prefeito da cidade. E aqui recordo de frase postada por Américo em sua rede social, logo após o resultado das urnas, que é a seguinte: “Obrigado povo de Coelho Neto. A esperança venceu o medo, as maquinas, e os milhões”. Éis que surge novamente, esperança.

Antes de tudo é muito cedo para dizer se Américo é bom ou não, como prefeito. Apesar de alguns já estarem tecendo avaliações desde que a eleição findou. Mas com certeza hoje a população coelhonetense olha para prefeitura com esperança e confiança. É a esperança de dias melhores, e confiança de que será realizado um bom trabalho.  

Américo e Antonio Pires brindam a chega de 2017
Não custa lembrar, que ainda temos pela frente um momento de transição. Será um período um tanto conturbado, onde haverá um pouco de intranquilidade, mas isso é esperado, e até é normal. O novo prefeito ainda precisará de tempo para conhecer de fato a máquina pública, a situação das contas municipais, e funcionamento da casa.

Esse momento exigirá uma reflexão da população. Será a hora de trocarmos o coletivo pelo individual, de substituir o eu, pelo nós.

Não custa lembrar também que a eleição que passou, marcou o fim de uma era populista. Onde medidas eram tomadas visando unicamente distrair o povo da real situação política da cidade. O fim de uma era onde até pedras foram inauguradas, tudo visando o voto. Esse foi um modelo que falhou com o povo, embora tenha feito algum sucesso por algum tempo. Falhou pela má estruturação de políticas públicas, pela enxurrada de corrupção e pela falta de credibilidade que o antigo governo adquiriu ao longo da gestão.

Américo concede entrevista
durante show da banda RosaXote
Mas amanhã será empossado um novo governo. Iniciará um novo tempo, uma nova esperança. Todos nós sabemos que Coelho Neto piorou muito nos últimos tempos. Mais recentemente tivemos até queima de pneus para evidenciar tudo isso. O prefeito que está saindo não soube responder aos questionamentos feitos pelo povo. Apenas apareceu de forma midiática e não disse coisa alguma. Mas de forma democrática o povo foi às urnas e escolheu um novo tempo para Coelho Neto.

O que temos observado desde o fim da eleição, é que Américo tem estado muito comprometido, porque sabe que tem muito a fazer. E sabe que o povo clama por soluções urgentes. Américo tem um enorme peso nos ombros, quase tão grande quanto sua vontade de trabalhar pela cidade.

Hoje iniciará na vida de Américo um desafio muito maior que qualquer outro que ele já tenha enfrentado. Mas ele sabe que apenas através do bom trabalho ele conseguirá corresponder a esperança e confiança que o povo lhe depositou. E assim calar a boca dos opositores.

E o trabalho começará hoje, logo após as 08:00hrs da manhã.

Comments system