domingo, 19 de fevereiro de 2017

Diretor da Fundação de Cultura se manifesta sobre carnaval

Tiago Bastos, diretor Administrativo da Fundação de Cultura 
Na tarde de hoje (19), o diretor administrativo da Fundação de Cultura de Coelho Neto se manifestou sobre as críticas que o Carnaval Municipal tem recebido, sobretudo sobre as bandas contratadas que são locais, e há muito não tinham valorização alguma por parte do poder público. Confira abaixo na íntegra o desabafo de Tiago Bastos. 

"Galera é incrível como algumas pessoas de coelho neto tem poder destruidor!!! No meu primeiro dia de trabalho a frente da FUNDAC eu fiz questão de ir com meu compadre Leo na casa de cada um produtor musical pra dar início a esse trabalho de valorização de nossos artistas.  

Fui na casa do Alonso, do seu Zé "Barai", do Dimas, do Fernando, e dos demais, inclusive do Rubens que foi um cara que durante a campanha foi oposição a nós. Mais mesmo assim guardei o lado político partidário e convidei pra fazer parte do nosso carnaval. O que me deixa triste é ver que pessoas maldosas e politiqueira estão tentando de todas as formas menosprezar nosso carnaval pelo simples fato de termos CONTRATADO TODAS AS BANDAS DE COELHO NETO para fazer parte da programação junto com as 8 bandas de fora.  

Pela primeira vez em nossa história estamos tendo a parceria do governo do Estado e da SECTUR-Secretaria de Cultura e Turismo do Estado. Pela primeira vez conseguimos dar treinamento aos seguranças particulares que irão trabalhar no circuito do carnaval. Não foi a toa que o tema do nosso carnaval é CARNAVAL DA FELIZ CIDADE, pois vejo que é somente através da VALORIZAÇÃO de tudo aquilo que temos de melhor, é que "Construiremos a Cidade que queremos". Vamos dar um basta nessas pessoas. Precisamos transformar  Coelho Neto em um celeiro de cultura popular.  

A política que iremos trabalhar é a política cultural!  É a política de Valores! Eu repúdio toda e qualquer forma de desvalorização de nossos artistas!!!! 

#Coelhonetotemprofissionais."

Comments system