quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

O Sindicato Trapalhão

Rapaz coisas não estão indo bem para um Sindicato aculá. Segundo fontes, o dito presidente desse Sindicato foi até Caxias buscar respaldo junto ao Procurador do Trabalho. 


Depois de falar ao Procurador a situação de "seu" Sindicato, e apresentar a ele o Acordo Coletivo negociado entre os dois sindicatos, Patronal e Trabalhadores, o Procurador estranhou o fato de no acordo não constar o CNPJ das supostas entidades sindicais. Quando questionado, o Presidente do Sindicato Patronal argumentou que foi dado entrada, mas que ainda não havia sido gerado os CNPJ's de ambos, Patronal e Trabalhadores. 

Então, o Procurador disse muito claramente que o acordo não tinha validade, e que os salários deveriam seguir a legislação federal, de um salário mínimo, nem a mais e nem a menos. Recomendou que essas duas entidades só voltassem a negociar depois de estarem com CNPJ em mãos. 

É isso, meu amigos, já faz algum tempo que estou aqui alertando sobre essa trapalhada desses sindicatos, e o detalhe fica por conta de que apenas o presidente do Sindicato Patronal buscou orientação junto a Procuradoria do Trabalho. A presidente Sindicato do Trabalhadores não apareceu por lá. Será que o patrão dela não permitiu? 

Comments system