quarta-feira, 22 de março de 2017

Coluna du Patric: Mulheres vs Homens: quem perde peso mais rápido?


Esse assunto gera raiva na maioria das mulheres, pois já não basta sentir e suportar cólicas menstruais e dores durante e após a gestação, elas ainda têm que aturar a dura realidade que os homens conseguem emagrecer mais rápido.

Gênesis 3:16 : Para a mulher sentenciou o SENHOR: “Multiplicarei grandemente o teu sofrimento na gravidez; em meio à agonia darás à luz filhos...”

No entanto, existem dois potentes fatores que influenciam nessa perca de peso. As mulheres emagrecem com mais dificuldades do que os homens, porque são propensas a serem comedoras emocionais, principalmente no período menstrual, cujo organismo pede algo prazeroso de forma instantânea porque o corpo encontra-se em situações estressantes, e como já sabemos, os homônimos do prazer contrapõem os estressores. Outro fator é que os homens queimam energia de forma mais rápida. Essas informações foram concluídas em uma pesquisa divulgada recentemente no Daily Mail.

O estudo mostrou que homens em dieta perderam peso duas vezes mais rápido do que as mulheres que seguiam o mesmo processo.

Metabolismo de gordura nas mulheres:


As mulheres possuem uma complexidade hormonal e uma estrutura perfeita para o acolhimento do feto, vimos em post anteriores que a mulher possui dois hormônios em evidência durante o ciclo menstrual: progesterona e estrogênio.

“Vamos priorizar nesse post o estrogênio! Então, fisiologicamente o estrogênio contribui tanto para o ganho de peso como para o emagrecimento em mulheres, pois ele consegue ser um mediador entre glândulas e outros hormônios” (Patric Barreto).

O mecanismo pelo qual o estrogênio causa ganho de peso é através da inibição da função da tireóide. Os níveis de estrogênio de uma mulher com sobrepeso guiam a função da glândula tireóide induzindo uma atividade biológica conhecida como hipotireoidismo. Em estado de hipotireoidismo (baixa da tireóide) uma mulher pode se sentir lenta e fadigada, pois esse hormônio influencia no metabolismo, por conseguinte gastar menos energia e de forma que seu corpo queime menos calorias.

No entanto, o estrogênio excita a produção dos hormônios de crescimento (GH), esse potencializa a atividade da enzima chamada lipase hormônio-sensitiva (HSL), enzima que consegue destruir as gorduras nas mulheres e inibe a produção de insulina no pâncreas. A insulina é o principal hormônio que promove o transporte de glicose para as células musculares, para uso como energia e é um potente inibidor do HSL. Portanto, o GH juntamente com a enzima HSL dificulta a permeabilidade da molécula de glicose (carboidratos) nos tecidos gordurosos, consequentemente aumentando o consumo de gorduras por todo organismo.

Então, é recomendável que as mulheres mantenham seu peso corpóreo entre os percentuais normais e estimule os ganhos de massa magra, pois essa massa consegue utiliza todas as energias armazenadas em forma de gordura transformando-as em combustíveis para geração de energia corporal.

Metabolismo de gordura nos homens:


De forma bem sucinta, os homens produzem testosterona, as mulheres também produzem esse hormônio, porém em menor quantidade. Esse hormônio possui grande contribuição na estimulação e produção de outros hormônios anabólicos, tais como: GH, insulina, IGF-1(...). A testosterona auxilia no crescimento muscular e como já referido acima, quanto mais massa magra maior será o consumo de energia corporal. Portanto, os homens tendem a ser mais fortes que as mulheres possuindo um valor considerável de massa muscular.


Informações relevantes:


  • Atualmente estudos afirmam que para cada 0,5kg de músculo ganho existirá uma perca calórica em média de 30 e 50 calorias a mais por dia. Então, se você aumentar seu volume muscular em torno de 2,5 kg de massa magra, isso resultará em uma perda calórica de perda de 0,5kg de gordura todo mês. Dois quilos e meio podem parecer muito, mas lembre-se que essa massa muscular conquistada está espalhada por todo o corpo.


  • Não podemos generalizar, porém as mulheres permanecem mais tempo na cozinha, por um lado é bom, pois pode existir uma seleção saudável de alimentos, porém uma controversa é permanecer muito tempo em contanto com comida.


  • Mulheres sofrem muito com o lado emocional, passando muitas vezes por frustações como: decepções, tristeza, raiva, angústia, isso leva a um consumo, pela maioria, de alimentos e bebidas que promovem um prazer instantâneo, tais como: chocolate (cacau-show), Coca-Cola (geladinha), fast-food (bem gorduroso), salgados de padaria, bolos de chocolate.


Potencializar a perca de gordura:


  • Exercícios aeróbicos como caminhadas e corrida de longa duração (≥ 30 minutos e ≤ 60 minutos inicialmente) ajudam na estimulação da enzima HSL, enzimas que destroem as gorduras;


  • Treinamento resistido como a musculação estimula a produção dos hormônios de crescimento, principalmente da testosterona; o crescimento muscular (hipertrofia) e definição muscular (perca de massa gorda com o prevalecimento da massa magra);


  • Atividades aquáticas, pois aumenta o gasto calórico e promovem um relaxamento corporal em consequências as propriedades físicas da água.


OBS: Qualquer exercício físico deste que seja bem planejado por um profissional qualificado e especialista no assunto promove um gasto calórico em prol da saúde e estética, mas devemos lembrar que não só de exercício vive o ser humano, devemos nos preocupar com uma boa alimentação e uma boa noite de sono.

Essa coluna é assinada por: 

Patric Barreto, bacharel em Educação Física pela Faculdade Mauricio de Nassau / Aliança e especializando em Treinamento Funcional e Reabilitação pela Ieducare e em Exercícios Físicos para Grupos Especiais pela Faculdade Mauricio de Nassau / Aliança. Atualmente, é autônomo atuando como personal trainer e funcionário da empresa Bodytech. Possui formação completa em reabilitação e treinamento por meio do método Pilates. É palestrante, técnico e árbitro da Confederação Brasileira de Atletismo / CBAt. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Pilates, Atletismo, Treinamento de Força e Funcional, atuando principalmente nos seguintes temas: grupos especiais e avaliação física.


Comments system