terça-feira, 2 de maio de 2017

Em Afonso Cunha vereadores estão em busca de um remédio

O que fazer quando o prefeito se mostra incapaz? Os vereadores de Afonso Cunha tem discutido profundamente essa questão! 



Depois do show em praça pública protagonizado por Arquimedes Bacelar (PTB) prefeito de Afonso Cunha, que armado tentou que intimidar o vereador Evangelista Braga (PRTB), os vereadores daquela cidade acordaram para o risco que a cidade corre nas mãos do atual prefeito. Então começaram a conversar, em buscar de solução para o grande problema que hoje está instalado no palácio municipal. Há que diga que os vereador já chegaram a discutir até uma possível cassação do prefeito.

Os vereadores daquela cidade veem a atual gestão como um fracasso total, comandada por um prefeito desequilibrado, e secretários que até o momento não mostraram a que vieram, a cidade perece, e o povo sofre. Justamente no povo ecoa a insatisfação do vereadores, tanto os parlamentares da cidade como a população andam insatisfeitos com a forma como a cidade tem sido conduzida.

O lixo tem tomado conta das ruas, pessoas tem morrido em hospital, salários são pagos atrasados, a população sofre com a falta de tudo, e a gota d'Água teria sido a distribuição de peixes podres a famílias carentes por parte do prefeito Arquimedes Bacelar. O poder executivo de Afonso Cunha tem sido ausente, e os vereadores não querem ficar com a fama de omissos. Até os vereadores que foram eleitos no palanque do atual prefeito estão revoltados.


Prefeito nepotista e caloteiro Arquimedes Bacelar está na mira de vereadores e da população insatisfeita

Com a cidade estando completamente abandonada os vereadores buscam um remédio legal para corrigir o erro das urnas. Os edis tem se debruçado sobre os atos realizados pelo prefeito nos últimos meses, e já contam até com advogado para ajudar na tarefa de examinar cuidadosamente cada passo do prefeito.

O caminho pode ser as reformas que o prefeito ordenou sem que houvesse qualquer licitação ou edital de dispensa de licitação. Não há por parte do governo daquela cidade qualquer sinalização de onde saiu os recursos para que as reformas de prédios públicos fossem realizadas, nem sequer a placa informativa, uma exigência legal, foi erguida nos locais das reformas. Os erros são flagrantes, e o desrespeito à Lei é enorme. 

Agora é aguardar os próximos capítulos dessa novela

Comments system