sábado, 27 de maio de 2017

Sem argumento oposição diz nada com nada

Incrível o quanto os Processos de Licitações realizados pelo governo de Coelho Neto têm incomodado a oposição da cidade. Vira e mexe eles bradam tentando apontar algum vicio ou irregularidade sem apresentar fatos concretos. 



Ontem (26) eles tentaram mais uma vez manchar as licitações de Coelho Neto, dizendo que se trata de “sorte” os empresários em encontrarem Coelho Neto. Algo que tem muito pouco a ver com sorte, e tudo a ver com transparência e publicidade. Se hoje empresas do Maranhão inteiro vem até Coelho Neto disputar licitação, é porque temos aqui um processo transparente, divulgado em todo Estado, honesto, e uma gestão que em pouco tempo demonstrou responsabilidade com dinheiro público.    

Ontem a oposição atacou a empresa que venceu a licitação para coleta de lixo na cidade. Para isso se apoiaram em suposta denúncia feita no passado por blog de São Luís, contudo não apresentaram a tal denuncia, nem se deram ao trabalho de “Linkar” a suposta denuncia para que a população conhecesse os fatos.

Mas vamos lá, a denúncia foi apresentada pelo Blog do Neto Ferreira, que você confere clicando “AQUI”, nessa denuncia o Blogueiro sustenta que a empresa “é sediada em uma casa, que não possui condições físicas e estruturais de prestar serviços de grande porte para a prefeitura de São Luís”.  

Duas imagens para mostrar o mesmo imóvel
observem as diferenças gritantes entre um e outro 

Agora reparem as fotos que o blogueiro anexou a sua matéria, vê-se claramente que as Casas são diferentes. Uma casa é branca, enquanto a outra tem um tom alaranjado, sem falar que em uma vemos um papel colado na frente, na outra não há o papel, e temos que uma conveniente tem o registro do nome da rua com o número, enquanto na outra não há nada escrito na fachada, nem o número. Lembrando que essas duas fotos, com essas diferenças, foram anexadas na postagem “original” do blogueiro de São Luís, mesma postagem duas fotos diferentes do que seria a mesma “casa”. Não deixo de me perguntar porque na mesma postagem ela usa duas fotos diferentes para indicar o mesmo local?

Mas seguindo, olhem na foto do Google maps a imagem de como é a Avenida São Raimundo em Vargem Grande, uma larga avenida asfaltada, as casas com calçadas na frente. Agora olhem nas imagens das duas casas, e vemos que na casa branca, a rua é de terra e não há calçada. Agora o mais interessante, a casa apontada nas fotos como sendo sede da empresa não existe nessa rua. No mínimo curioso!



Mas um dos blogs de oposição foi mais longe, e questionou o capital social da empresa ser próximo dos R$ 500 mil reais.  Meu claro blogueiro, não passe vergonha, logo se vê que você não entende de empresa. Essa empresa em questão, se trata de uma Empresa de Pequeno Porte (EPP). A legislação empresarial do nosso país, diz o que seguinte que uma EPP é uma empresa que fatura entre R$ 360 mil reais a R$ 3,6 milhões de reais ao ano, olha a diferença de uma empresa ME, empresa que falei naquela época, e que fatura no máximo R$ 360 mil ao ano. Observe bem a diferença de faturamento entre uma e outra, a primeira pode faturar até dez vezes mais que a segunda.  

Patrimônio de um dos Sócios da empresa


Mas continuando, você falou nos sócios, a empresa em questão tem dois sócios, um desses sócios, segundo informação que consta em site do governo federal, tem um patrimônio superior a R$ 1 milhão de reais, isso apenas um dos sócios, e ao que me parece não está falido. Enquanto o caso que eu retratei, o proprietário da empresa é falido, pois não deu conta de manter aberto um deposito de bebidas em Afonso Cunha. E essa questão patrimônio é importante, porque na modalidade em que essas empresas estão registradas, se elas não tiverem condições de arcarem com suas despesas, os donos são obrigados a usar seu patrimônio pessoal para honrar os compromissos da empresa.

Empresa encontra-se habilitada para disputar licitação do Governo Estadual



Como eu sempre digo, antes de postar qualquer denúncia, investigue o caso direitinho, bater por bater é feio, ainda mais quando se bate sem entender do que se está falando.    

Comments system