sábado, 3 de junho de 2017

Em Coelho Neto quem pensa diferente é perseguido



Na idade média os Saltimbancos eram um grupo de atores que iam de cidade em cidade representando suas peças, fazendo encenações, e muitas vezes conquistavam plateias enormes, contudo, enquanto o público estava distraído, um dos integrantes da comitiva dos Saltimbancos andava por entre à plateia e lhes roubava as bolsa de dinheiro, a plateia distraída só percebia o roubo depois, e quando iam buscar os Saltimbancos já estavam longe, em outra cidade. 

Saltimbancos eram em sua essência enganadores, falastrões, ótimos atores, encenavam suas peças muito bem, distraindo à plateia enquanto o verdadeiro show era feito na surdina. Na política temos também os Saltimbancos, são prodigiosos em falta de ética e princípios. 

Vejam só os nossos 4 anões, são de alguma forma Saltimbancos também, vivem a reclamar pelos 4 cantos da cidade, dizem que temos hoje um governo perseguidor, tem entre eles quem diga que esse é o maior de todos. É cúmulo do cinismo tão afirmação, é fantasiar o passado, e esquecer do governo anterior.

Governo anterior esse, que ele ajudou a construir e a vender. Foi um Governo tão perseguidor que impediu a própria família de ir a um casamento, só porque um membro da família foi escolhido presidente do legislativo municipal contra a vontade do ex-prefeito. Mas o nosso anão esquece do passado, afinal ele estava no casamento, enquanto a própria família do noivo foi excluída.



Será que alguém poder ser mais perseguidor que isso? Que perseguiu a própria família??? 

Mas vamos falar do presente, porque o mestre sem ensina aos seus discípulos. Os anões não estão mais no poder, mas nem por isso perderam o gosto pela chibata, e perseguição. Para eles é: "Ou está comigo ou está contra mim", e com isso eles eliminaram do seu meio o Secretário Municipal de Comunicação Franco Filho. 

Já lhes explico a história, há no WhatsApp um grupo intitulado "Imprensa de Coelho Neto". Este grupo até alguns dias atrás conservava todos os blogs de oposição, e o Secretário de Comunicação estava lá, pensando que poderia fazer os devidos esclarecimentos sobre qualquer assunto do município, quando fosse indagado.



Só que repentinamente, e sem qualquer explicação, os integrantes do grupo optaram por remover o Secretário, assim, do nada. 

Agora lhes pergunto que imprensa livre é essa que remove os que pensam diferente? Cadê a liberdade de escolha e o livre arbítrio? Já vi falar em governo que persegue oposição, mas oposição que anda perseguindo governo é a primeira vez. Sempre achei que era possível manter um relacionamento institucional entre blogs, por mais que as linhas editoriais fossem diferentes. Engano meu! 

E antes que eu me esqueça, se algum grupo do Facebook de Afonso Cunha não receber mais postagens minhas, já sabem porque né? Só olhar o print acima, afinal não seria a primeira vez que me removem de grupo no Facebook tentado limitar o alcance de minhas postagens. 

Porque eles aprenderam direitinho com o mestre. 

Agora é esperar o próximo truque dos anões Saltimbancos. 


Comments system