sábado, 16 de setembro de 2017

Luta contra o câncer: Morre apresentador Marcelo Resende

Apresentador Marcelo Resende perde luta contra o câncer 

Morreu neste sábado (16), aos 65 anos, o jornalista Marcelo Rezende, após lutar durante quatro meses contra um câncer no pâncreas e outro no fígado. A informação foi confirmada pela Record e noticiada no "Cidade Alerta", programa que ele apresentou durante seis anos.

Marcelo Rezende estava internado desde a última quarta-feira (13), com um quadro de pneumonia, no hospital Moriah em São Paulo, ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, mantenedora da Record. O jornalista deixa cinco filhos, de cinco relacionamentos diferentes, e duas netas, além da namorada, Luciana Lacerda.

"Com profundo pesar, comunicamos o falecimento do jornalista e apresentador Marcelo Rezende, 65 anos, às 17h45, no dia 16 de setembro de 2017, no Hospital Moriah, em São Paulo", informou o hospital, em nota à imprensa.

Luta contra o câncer


Rezende afastou-se da TV em maio e anunciou que estava com câncer em entrevista ao "Domingo Espetacular" exibida no dia 14 daquele mês. A gravação aconteceu no dia 8, horas antes de o jornalista ser internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, e submeter-se à primeira quimioterapia.


"Eu não tenho medo da morte, porque o homem que tem fé não tem medo, ele sabe que irá vencer", disse ao "Domingo Espetacular". Durante o tratamento, o jornalista teve a companhia da namorada, da filha mais velha, Patrícia, e amigos como Geraldo Luís, apresentador do "Domingo Show", e Fabíola Gadelha, pupila de Rezende no "Cidade Alerta”.

Marcelo Rezende causou polêmica ao abandonar a quimioterapia e aderir a métodos alternativos. O apresentador apareceu cada vez mais magro e abatido em vídeos publicados por ele no Instagram. Colegas de profissão como Milton Neves chegaram a fazer apelos públicos para o jornalista retomar o tratamento convencional no hospital.

Em sua última aparição pública, Marcelo Rezende publicou um vídeo no Instagram em 3 de setembro dizendo estar confiante para curar o câncer.

"Muita gente vive de boato, e no meu caso até entendo, porque não é toda hora que temos uma informação. O câncer que eu tenho tem altos e baixos, é como uma montanha-russa, mas o importante é que eu estou firme. E aí a cura vai chegar. Eu tenho certeza dela, porque Deus está comigo, Deus está contigo", disse ele.


Fonte: Uol 

Comments system