quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Herança do Maldita: Inadimplência impede que Gestão Municipal capte recursos


A oposição em Coelho Neto se contorce em “dor” quando o nome do ex-prefeito Soliney Silva (PMDB) é citado como responsável pela bagunça em que a cidade vai encontrada, e pelo lento processo de recuperação que o município atravessa. Mas não é para menos, os mesmos que “acusam” a morosidade da atual gestão, quase que em sua totalidade, também são responsáveis direta ou indiretamente por esta bagunça, se não contribuíram com atos, contribuíram por omissão, que é quase a mesma coisa. 

E por que isso é relevante? Muito simples, além das dificuldades econômicas impostas pelos sucessivos cortes do Governo Federal, que vem reduzindo o envio de recursos, a situação do Município se agrava ainda mais por estar inadimplente junto aos Órgãos de Controle, são diversas as INADIMPLÊNCIAS junto ao CAUC que Coelho Neto carrega nas costas.

CAUC aponta uma série de irregularidades no convênios e recursos
destinados para Coelho Neto entre 2009 e 2016

O CAUC (Cadastro Único de Convênios), é uma espécie de Serasa das prefeituras. Nele constam informações sobre prefeituras que não prestam contas ou ficam devendo algum convênio junto à União.

Uma vez que o nome do Município figure no CAUC a gestão fica impedida de celebrar convênios com o Governo Federal, não podendo receber recursos de transferência voluntarias, dificulta até mesmo o recebimento de recursos junto ao Governo Estadual. Dinheiro que pode ser usado, por exemplo, para reformar e ampliar Unidades Básicas de Saúde (UBS), para obras de saneamento básico, pavimentação, para construção de equipamentos de lazer e reformas de escolas e creches.

Enfim, são diversas as complicações. 

Série de inadimplências impedem Coelho Neto de acessar recursos junto
ao Governo Federal e algumas vezes junto ao Governo Estadual  

Sempre que Coelho Neto precisou de algum recurso extra, via convenio, a exemplo do Carnaval, precisou recorrer à Justiça, pois com a inadimplência o município fica impedido de acessar recursos. 

Lembrando que mais restrições fruto da gestão passada estão por vim, pois no rol de inadimplências ainda não constam os problemas com as Creches, cujo as obras estão abandonadas e o recurso completamente “gasto”; com as UBS em Construção, que da mesma forma tiveram as obras abandonadas, sendo o recurso totalmente gasto, e também das ampliações.

Dentre as inadimplências destaque para a "má gestão" dos recursos enviados para construção
do sistema de esgoto e distribuição de água 

Então, quando vocês verem alguém da oposição falar em “morosidade”, “lentidão”, “gestão fraca”, lembrem a eles que as coisas poderiam correr muito mais rápido e fluírem bem melhor se a atual Administração Municipal não tivesse engessada em meio a tantas restrições, tendo que resolver problemas deixados pela gestão do ex-prefeito Soliney Silva, da qual a imensa maioria deles fizeram parte. 

O atual Governo é feitos por pessoas dispostas, que trabalham e se dedicam, mas não há na atual gestão nenhum “milagreiro”, apenas pessoas empenhadas em fazer de Coelho Neto uma cidade melhor.

E para os que não acreditam no que digo, basta clicar no link da CAUC mais acima, pesquisar e verificar por conta própria.

Comments system