terça-feira, 17 de outubro de 2017

O ranço da oposição



Que a oposição em Coelho Neto é feita na base do ódio todo mundo já sabe, que tem um viés extremamente revanchista, idem. Basta olharmos a cara de algumas figuras que hoje bradam contra o governo, que logo compreendemos os motivos para tantas críticas e da revolta que nutrem. 

O mais surpreendente é forma como se apegam a coisas minúsculas, pequenas, para verbalizarem seu ódio e amargura. Nos últimos dias, a Oposição tem usado de uma foto singela para promover ataques não só contra o Governo, mas também contra o Sindicato do Servidores Públicos. A foto traz o presidente interino do Sindicato, Izaque Vale, sentando na mesma mesa que o prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa (PT), durante o café da manhã em homenagem aos professores pela passagem do Dia do Professor.

Presidente do SINTASP/MCN, Izaque Vale, e prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa,
sentaram na mesma mesa durante homenagem aos professores

A foto apenas retrata a imagem do Américo, que antes de ser prefeito foi sindicalista, e antes de tudo é professor, sentado à mesa com um professor e sindicalista, Izaque Vale, tomando café da manhã em uma cerimônia de homenagem aos professores, classe da qual os dois fazer parte, em um ambiente cheio de professores. Que são funcionários públicos, e muitos são membros do Sindicato. Assim como o prefeito Américo, e o presidente do Sindicato, Izaque Vale. 

O que é era um momento festivo, e de diálogo, a Oposição tem revestido de ódio, como é do feitio deles. Eles usam dessa imagem para promover toda sua amargura e rancor, imagino que eles têm é saudades do tempo em que Sindicato e Governo não se entendiam, que eles têm saudades é do tempo em que o prefeito “invadia” Sindicato e AGREDIA os filiados. Acho que eles têm saudade do tempo em que não havia dialogo e sobrava pancadaria. 

Assim ficou o presidente licenciado do Sindicato dos Servidores, Lima Junior, após um visita
do ex-prefeito Soliney Silva que foi ao Sindicato dialogar

O mais interessante desse episódio é ver algumas “figuras” bradando por causa de uma foto, mas que alguns atrás, de forma muito conveniente, se calaram ante a uma agressão, muitas até com participação direta no episódio medonho que ficou conhecido como a “Invasão do Sindicato”. 

Hoje essas figuras protestam e redigem longos textos por conta de uma foto singela foto, tirada em um momento de confraternização entre Governo Municipal e professores. Mas se calaram quando professores foram agredidos, servidores foram parar no Hospital e o Sindicato foi invadido. 

Muita hipocrisia, não acham?

Comments system