terça-feira, 24 de outubro de 2017

Ódio que cega



Tem gente que sente tanto ódio no coração que até derrapa nas palavras, ou interpretação delas, quando é o caso. “Nunca antes na história de Coelho Neto” foi tão verdadeira aquela expressão “cego de ódio” (kkkk), tão cegos estão que até lhes falta discernimento para compreender uma simples imagem, acredito eu que estão precisando de uma aula simples de interpretação de texto, indico até um ótimo professor para a missão. 

Na noite de ontem o Governo Municipal divulgou imagem destacando o trabalho de recuperação de 16 km de estradas vicinais que ligam os povoados Canoa, Mata Pastos, São Pedro e Barro Vermelho a MA – 123. Bastou isso para o Blogueiro Colorido entrar em parafuso e disseminar todo seu discurso de ódio (kkkk), o blogueiro viu nessa imagem uma oportunidade de se “desfazer” de todo o trabalho que a Gestão Municipal vem desenvolvendo na Zona Rural desde o início do ano, onde centenas de quilômetros de estradas vicinais já receberam melhorias por parte da Administração Municipal.

Governo vem melhorando as condições das estradas vicinais de Coelho Neto

Dentre alguns dos povoados já contemplados com ações, destaco os povoados Canoas, Mata Pastos, São Pedro, São Domingos I, São Domingos II, Santana Velha, Brejinho, Anajás, Olho D’água do Zaca, Povoados Vila de Fátima, Tigre, Itapirema e Piranhas (UuuFA). Em todos estes, e mais alguns que não tenho registro no blog, já receberam melhorias em suas estradas. Um belíssimo trabalho que a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanismo vem desenvolvendo em parceria com a Secretaria de Agricultura. 

Trabalho esse que o ÓDIO impede a oposição de enxergar, principalmente nosso querido Blogueiro Colorido, além de cegos estão em falta com a Compreensão Textual.

Mas fico contente, porque posso mais uma vez falar desse trabalho magnifico que o prefeito Américo de Sousa (PT), o secretário Orlando Azevedo, e o secretário Albertino Veríssimo, juntos com todas suas equipes, vem desenvolvendo em benefício dos trabalhadores e das milhares de famílias da zona rural de Coelho Neto.

Comments system