sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Alunos da Rede Municipal de Ensino de Coelho Neto visitam Zoobotânico de Teresina

Alunos da rede de ensino de Coelho Neto durante visita ao Zoobotânico de Teresina

Alunos da Rede Municipal de Ensino de Coelho Neto estão em Teresina, capital do Piauí, nesta manhã participando de passeio educacional no Parque Zoobotânico. O passeio faz parte da premiação para as escolas vencedoras do 1º Quiz Estudantil, promovido pela Secretaria de Educação e Cultura.  

Os alunos são das Escolas José Barreto e José Sarney, o passeio além de recompensar os alunos pela atuação durante o Quiz Estudantil, visa proporcionar aos estudantes oportunidade de conhecer a diversidade da fauna e da flora brasileira, envolvendo-os em uma atividade prazerosa, de interessante educacional. 

Durante a visita aluna da concede entrevista a rede de TV Local

Durante o passeio os alunos foram convidados por uma emissora de TV Local a darem sua opinião sobre a polêmica envolvendo um dos animais do Zoobotânico. 

Polêmica 

Imagem de arquivo mostra urso pardo no Parque Zoobotânico de Teresina

A ursa parda Marsha, que vive no zoobotânico de Teresina (PI) desde o ano de 2011, porém, o juiz federal Frederico Botelho de Barros Viana, da 4ª Vara Cível da Sessão Judiciária do Distrito Federal, determinou a transferência da ursa para o santuário de animais Associação Mata Ciliar, em Jundiaí (SP), nesta terça-feira (07). 

A ordem judicial atendeu ao pedido, em caráter de liminar, de uma ação popular ingressada pela presidente da Confederação Brasileira de Proteção Animal, Carolina Mourão Albuquerque. Na ação, Albuquerque justifica que a ursa está debilitada, sem se alimentar corretamente, e ainda se submetendo a alta temperatura, pois no período do verão Teresina chega a marcar mais de 40 graus nos termômetros. A ativista destaca que o local ideal que o animal viva é numa região com o clima ameno. Marsha tem 26 anos e pesa 210kg. O animal foi explorado por um circo por 20 anos quando foi resgatado em 2011. 

Ursa parda Marsha brinca durante visita dos alunos

O magistrado destacou que a decisão é baseada em documentos técnicos que comprovam a "situação de crueldade a qual a ursa parda Marsha é submetida". "Se nós cidadãos fecharmos os olhos para estes fatos, não sei se somos mais evoluídos do que os animais que subjugamos", afirma o juiz, citando que conhece o Estado do Piauí e que o clima é "extremamente quente”.

Comments system