sexta-feira, 31 de março de 2017

Alô PROCON: Bancos de Coelho Neto não tem respeito pela população

Banco do Brasil lotado e apenas dois caixas eletrônicos com dinheiro
Quem é cliente do Banco do Brasil em Coelho Neto está passando por grandes transtornos há muito tempo, tudo porque o banco não mantém os caixas eletrônicos abastecidos, e tem limitado o acesso dos clientes aos caixas eletrônicos. Chega no final do mês o que se vê dentro da agencia são filas enormes, muitas reclamações, caixas sem dinheiro e clientes revoltados. Muitos dos que procuraram agencia bancaria não conseguem sacar valores por pura inoperância do banco que não reabastece os caixas eletrônicos a contento.

Dos cinco caixas eletrônicos a disposição da população apenas dois estavam com dinheiro na tarde hoje (31), a quantidade de gente na agencia era enorme, lembrando outros dois caixas eletrônicos que poderiam desafogar o atendimento ficam trancados no interior da agencia quando ela encerra o atendimento à população.

Banco do Brasil lotado e apenas dois caixas eletrônicos com dinheiro
Para piorar ainda mais desde o ano passado o Banco tem limitado o horário de acesso aos caixas eletrônicos, antes o Banco abria os caixas eletrônicos as 6 horas da manhã e encerrava as 22 horas da noite, mas agora os caixas eletrônicos estão à disposição da população apenas das 10 da manhã até as 17 horas da tarde.

Como podemos ver o banco de Coelho Neto está sobrecarregado, e não é de hoje que a população cobra melhorias no atendimento. Mas a instituição parece ignorar os apelos da população, condenando os Coellhonetenses a filas horrendas, e muito sofrimento.  Já passou da hora do PROCON tomar algum providencia e atuar os Bancos de Coelho Neto, que não demonstram ter respeito algum pela população.


Banco do Brasil massacra Coelhonetenses


Maranhão: Policia Federal flagra blogueiros em conversa telefônica combinando arrocho a empresario


Em escuta telefônica da Policia Federal (PF), os blogueiros Marcelo Minard e Antônio Martins aparecem combinando “arrochar” um empresário do setor varejista.

Na gravação o blogueiro Antônio Martins afirma que o empresário tem duas empresas com muitos contratos. “Duas, porra. Cheia de contrato, Marajá do Sena, meio mundo de coisa”, diz Martins. Marcelo Minard propõe então arrochar o dono das empresas, “Vamos arrochar esse vagabundo pra ele botar fé na gente”.

Blogueiros Antônio Martins (esq.) e Marcelo Minard (dir.) 

Veja abaixo a transcrição do áudio:

Antônio Martins: Minard, tu nem sabe, siô. Tu nem sabe de uma coisa.

Minard: Oi

Antonio Martins: É... Aquele cara lá, ele tem duas empresas. A outra no nome dele, que ele abriu em 2015, e ganhou, né, de gênero alimentícios.

Minard: Foi mesmo, siô?

Antônio Martins: Duas, porra. Cheia de contrato, Marajá do Sena, meio mundo de coisa.

Minard: Ah, ele é bandidinho!

Antônio Martins: Ele é, pô! De alta periculosidade.

Minard: Hum, então vamos arrochar esse vagabundo pra ele botar é fé na gente.

Antônio Martins: Tá bom.  

A gravação completa você confere aqui

Operação Turing


Os áudios são uma das muitas provas que dão sustentação a Operação Turing, que investiga uma rede de blogueiros que obtinha informações privilegiadas, e as usava para “chantagear” empresários e políticos para que não tivessem essas informações divulgadas. Os blogueiros obtinham assim altos valores em dinheiro, e cargos públicos.


Fontes: Jornal Pequeno e Estadão

Remuneração de professores estaduais será superior a R$ 7 mil

No Twitter governador Flávio Dino (PC do B)
Anunciou aumento salários dos professores 

O governador Flávio Dino (PCdoB) afirmou nesta semana, por meio do seu perfil oficial no Twitter, que, a partir do dia 1º de maio, a remuneração inicial dos professores estaduais que trabalham 40 horas por semana será de R$ 5.384,26, podendo chegar até R$ 7.215, 48. Veja acima:

Hoje, o salário inicial dos professores estaduais é de R$ 4.985,44, um dos maiores do país. São, em média, R$ 124,60 pagos por cada hora em que os professores contratados em regime de 40h passam dentro de sala de aula ou em planejamento de suas atividades em uma das 1.300 escolas públicas estaduais.

Os valores são referentes a levantamento realizado junto a governos de 26 estados e o Distrito Federal e praticados até dezembro de 2015. Ainda de acordo com os dados, Mato Grosso do Sul, por exemplo, paga aos professores R$ 2.937,00 por 30 horas, o que equivale a R$ 98,00 hora/aula, seguido pelo Distrito Federal, onde os profissionais recebem R$3.858,87 para jornadas de 40h, o que representa R$ 96,00 por cada hora trabalhada. Pernambuco e Alagoas aparecem na lanterna com salários de R$ 48,00 hora/aula.

quinta-feira, 30 de março de 2017

Sindicalista apresentam demandas ao Governador

Na tarde de ontem (29) o governador Flávio Dino (PC do B) esteve em Chapadinha onde participou de inaugurações de obras na cidade. 

Governador Flávio Dino (PC do B) recebe das mãos de Antônio Pires
presidente do STTR solicitações do trabalhadores do grupo João Santos 
Na ocasião os Sindicalistas de Coelho Neto liderados por Antônio Pires presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), juntamente com Mariano Crateús presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Papel, Celulose e Artefatos (SINPACEL), e Antônio Almeida presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Açúcar e Álcool (SINTRIAD), entregaram ao governador Flávio Dino (PC do B) uma solicitação de cestas básicas para ajudar as famílias dos Trabalhadores que estão há meses sem salários e outros direitos trabalhistas. 

Governador recebe solicitações dos trabalhadores do grupo João Santos 
Os sindicalistas também solicitaram do Governo do Estado uma intervenção junto ao Grupo João Santos no sentido de que as empresas do grupo em Coelho Neto reestabeleçam compromisso com os trabalhadores Coelhonetenses. 

O governador escutou atentamente as demandas apresentadas, se comprometeu a ler a carta com atenção, e responder com agilidade o pleito dos Trabalhadores. 

Sergio Moro condena Cunha a 15 anos de prisão

Juiz Sérgio Moro (esq.) condenou Eduardo Cunha (dir.) a 15 anos de prisão
O juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, condenou o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas. Somadas, as penas chegam a 15 anos e quatro meses de prisão.

Ele é acusado de receber propina de US$ 1,5 milhão em um negócio da Petrobras em Benin, na África. Além do recebimento do dinheiro, Cunha também foi condenado por ter ocultado os valores entre 2011 e 2014, enquanto era deputado, segundo o juiz.

Essa é a primeira condenação de Cunha na Lava Jato. Ele também é réu em outras duas ações, por suposto recebimento de propina em contratos de aquisição de navios-sonda pela Petrobras junto a um estaleiro sul-coreano e também em um desdobramento da operação, que prendeu Lucio Funaro, apontado como operador financeiro do ex-deputado.

Cunha ainda é investigado em ao menos outros cinco inquéritos.

No despacho, Moro criticou o envio de questionamentos por Cunha para o presidente Michel Temer, arrolado inicialmente como testemunha de defesa no caso.

Segundo o juiz, para a pena de corrupção passiva, foram considerados como atenuantes os "bons antecedentes" de Cunha, mas elevaram a pena as consequências do contrato, que "geraram um prejuízo estimado à Petrobras de cerca de 77,5 milhões de dólares, conforme cálculo realizado pela Comissão Interna de Apuração da Petrobras".

"A corrupção com pagamento de propina de um milhão e quinhentos mil dólares e tendo por consequência prejuízo ainda superior aos cofres públicos merece reprovação especial", afirma Moro na sentença.

Para ele, a culpabilidade de Cunha é "elevada" pelo cargo que ele exercia. "A responsabilidade de um parlamentar federal é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. Não pode haver ofensa mais grave do que a daquele que trai o mandato parlamentar e a sagrada confiança que o povo nele deposita para obter ganho próprio", disse.

A defesa deve recorrer ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, segundo o advogado Marlus Arns. Eles têm um prazo de cinco dias para apresentar recursos aos juízes da segunda instância.

Em nota, os advogados Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo afirmam que o processo foi conduzido de forma parcial, já que o juiz proferiu a sentença "com velocidade".

"Pelo tempo disponível, tamanho das peças e volume de documentos, no mínimo a minuta da decisão estava pronta antes da apresentação das alegações finais; e a tentativa de criar um 'novo' argumento para prisão do Eduardo, buscando, assim, impedir o STF de analisar e atestar a ilegalidade das prisões por ele decretadas. Esse último já era esperado pela defesa, tanto que alertamos o ministro, desse risco, no HC [habeas corpus] que impetramos essa semana."

FONTE: Folha de São Paulo 

Cristiane Bacelar concluí projetos para recebimento de emendas do deputado Federal Zé Carlos (PT)

Secretária de Saúde Cristiane Bacelar esteve em São Luis concluindo os projetos da emenda parlamentar 

Na noite de ontem (29) conversei com a Secretaria de Saúde de Coelho Neto Cristiane Bacelar, que falou brevemente sobre o trabalho que estava desenvolvendo em São Luís no inicio da semana. 

Cristiane foi até a capital do estado finalizar a elaboração dos projetos para saúde da cidade, estes projetos serão enviados para o Fundo Nacional da Saúde em Brasília, e serão financiados com as emendas do deputado federal Zé Calos (PT). Estas emendas somam quase R$ 2 milhões de reais, e deverão ser revestidas em sua totalidade para saúde Coelhonetense.

Cristiane Bacelar esteve reunida com o Secretário Estadual de Saúde Carlos Lula
Segundo Cristiane os projetos abrangem a renovação do Centro Cirúrgico de Coelho Neto, reequipagem do laboratório Municipal, aquisição de uma nova ultra-som, e aquisição de uma frota de 5 carros para atender o Programa de Saúde da Família.

Ao valor das emendas do deputado federal Zé Carlos, será somada o valor de mais uma emenda do deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), o valor dessa próxima emenda do deputado Rafael ainda não está definido, pois será feita de acordo com a necessidade do Município, mas o deputado Rafael já manifestou o desejo de liberar essa emenda ainda nesse semestre.

Secretário Estadual de Saúde Carlos Lula e Secretária Municipal de Saúde de Coelho Neto Cristiane Bacelar
"Graças aos nossos deputados poderemos dar uma cara nova a Saúde Coelhonetense, poderemos oferecer no nosso centro cirúrgico o que há de mais moderno, o laboratório passará a contar com equipamentos novos, serão muitos os benefícios para nossa cidade nesse primeiro ano. Reconheço que os problemas ainda são muitos, mas estamos  enfrentando um a um, e até o final do ano teremos em Coelho Neto uma saúde de qualidade, podem apostar", falou a Cristiane Bacelar.

Emenda, próximos passos


Agora que o projeto de destinação das emendas está concluído, ele foi enviado para o Fundo Nacional da Saúde, que analisará minuciosamente as especificidades, e emitirá um parecer pela aprovação ou rejeição do projeto. Em caso de parecer pela aprovação do projeto ele será encaminhado para o presidente da República que fará a liberação da emenda.

Luís Serra, oportunista?

Durante a campanha eleitoral Luís Serra aparece "montado"
nas costas de uma eleitora 
Na tarde de ontem (29), muitos foram pegos de supresa com declarações do candidato derrotado a prefeitura de Coelho Neto Luís Serra (PSDB) contra o atual prefeito Américo de Sousa (PT). Destilando rancor, o terceiro colocado nas últimas eleições se mostrou contrariado com o fato do prefeito ter desapropriado terras que supostamente lhe  "pertencem". Terras que serão usadas para ampliação do que será o Hospital Municipal de Coelho Neto.

Em uma fala cheia de amargura Luís Serra acusa o prefeito de ser "traiçoeiro", atacou que o prefeito tem "umbigo pequeno", classificou o gesto como "incompetência", e concluiu dizendo: "isso se chama ódio, raiva, isso é mesquinhez”.

Não custa lembrar que em um passado não muito distante, a ideia que Luís Serra ataca hoje foi apresentada por ele durante as eleições passadas. Devemos considerar também que Luís Serra também nunca apresentou um plano detalhado sobre como partiria da ação para a realização. Ele dizia em palanque que "reabriria" o Ivan Ruy mas nunca deu detalhes a respeito, e agora que alguém resolve agir para tal fim, ele ataca publicamente, e ainda se faz de vítima.

Para justificar o ataque Luís Serra usa uma creche que a Lei Trabalhista obriga a empresa dele a manter. Durante sua fala Luis Serra da entender que fica inviabilizado de ampliar a creche, foi contundente ao afirmar que o prefeito "desapropriou a área inteira só deixou a casa construída sem nenhuma possibilidade de ampliar um projeto que favorece 50 famílias".

Ver Luis Serra falando em perseguição é no mínimo hilário, dezenas de pessoas foram demitidas de sua loja por terem se manifestado eleitores de outros candidatos. Até o sobrinho de um diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais foi demitido por manifestar voto contrário. O rapaz teve de ir embora para o Rio Verde em busca de emprego depois da demissão. Não nos faça rir Luís Serra!

Agora senhor Luís Serra, quanto a dita ampliação, vou começar a achar que você comprou o diploma de engenheiro. Se você não sabe ampliação se faz para cima também, se quiser faz até para baixo. Como é uma creche o senhor pode fazer rampas que levem para o pavimento superior no caso de construir um andar, nada que umas rampas com piso antiderrapante, não resolvam. Só não faça escada seu Luis Serra, que escada e criança não combina. Afinal, não foi o que o senhor fez com sua loja? Quando não pode mais ir para os lados, o senhor construiu um andar, e deu muito certo.

Vou lhe dar mais conselho, não fale bobagens, não lute contra algo que vai beneficiar milhares de Coelhonetenses, o senhor falar de 50 famílias que sua creche atende, mas pense na enorme quantidade de famílias que esse Hospital vai beneficiar, não só de Coelho Neto, mas de Afonso Cunha, Duque Bacelar e até Buritir.

Seja sensato senhor Luís Serra, aprenda com a Marcia Bacelar, ela tem sido sensata. Não se viu até o momento a ex-prefeita se manifestar publicamente contra esse Hospital, não se viu até o momento a ex-prefeita mal dizer a desapropriação, e sabe por que seu Luis Serra? Porque Marcia Bacelar é uma mulher sensata, Marcia Bacelar é uma mulher que sabe fazer política, a boa política. Marcia Bacelar tem honra, sabe a hora de brigar, e sabe a hora de calar, sabe a hora de atacar, e sabe a hora de recuar, sabe a hora de fazer política, e sabe a hora de abraçar o povo. Marcia Bacelar pode até ser contra a desapropriação, mas até o momento não se manifestou porque compreende que esse talvez não seja o momento para isso. Marcia Bacelar faz a grande política, e dificilmente perderia tempo com algo tão pequeno. Seu Luís Serra, seja grande também, aprenda com a Marcia Bacelar, aprenda com sua madrinha política, aprenda com aquela que bancou politicamente sua candidatura. Porque de política Marcia Bacelar entende, mas parece que você Luís Serra ainda está perdido no circo que montou durante a eleição.

quarta-feira, 29 de março de 2017

Brasil: Programa de Farmácia popular deverá fechar unidades próprias



As unidades próprias do Farmácia Popular devem acabar. Em reunião marcada para esta quinta (30), em Brasília o Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde vai apresentar seu voto favorável à extinção desse formato do programa, lançado em 2004 e um dos símbolos do governo Lula (PT) O conselho vai propor que recursos sejam transferidos para custear a compra de medicamentos distribuídos nas unidades básicas de saúde.

As discussões sobre o fim das unidades próprias começaram há alguns meses. Ministério da Saúde e secretários estaduais já haviam se manifestado favoravelmente a essa ideia. Faltava apenas o aval de representantes de secretários municipais, que agora será formalizado na reunião tripartite, marcada para esta quinta.

Caso a decisão se confirme, serão mantidas apenas as redes de farmácias particulares credenciadas, o braço do programa batizado de "Aqui tem Farmácia Popular".

"O modelo da unidade própria é dispendioso, pouco eficaz. É muito dinheiro para pouco remédio distribuído", resumiu o presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde, Mauro Guimarães Junqueira. Atualmente, existem no País 516 unidades próprias de farmácias populares, distribuídas em 410 municípios. Dos R$ 96 milhões destinados para esse programa, apenas R$ 13 milhões foram efetivamente gastos com a compra de medicamentos. O restante dos recursos foi consumido em infraestrutura e pessoal.

O modelo de unidade própria foi o primeiro lançado dentro do programa Farmácia Popular. Nesse formato, prefeituras ou estados mantinham uma farmácia (que deveria atender exigências específicas) onde eram colocados à venda 112 medicamentos para tratar hipertensão, diabetes, úlcera gástrica, depressão, asma, infecções e verminoses, enxaqueca, queimaduras e inflamações, por exemplo, além dos anticoncepcionais. Os consumidores pagavam o equivalente a 10% do preço dos remédios, mediante a apresentação da receita.

Esse formato, no entanto, nunca teve o desempenho esperado pelo governo. A maior parte das adesões ocorreu no primeiro ano do Farmácia Popular. Diante da falta de entusiasmo, o governo lançou o novo modelo, de farmácias particulares credenciadas, considerado bem-sucedido.

Junqueira acredita que a proposta de transferir os recursos das unidades próprias para ajudar nas despesas da Farmácia Básica será aceita tanto pelo Ministério da Saúde quanto pelo Conselho de Secretários Estaduais de Saúde. O governo federal repassa anualmente R$ 980 milhões para que municípios comprem os medicamentos distribuídos nas farmácias das unidades básicas de saúde. "Na prática, a transferência da verba das unidades próprias representaria um aumento de 10% nesse valor."


Em alguns Estados, o modelo de unidade própria já foi colocado em desuso. Na Bahia, por exemplo, o Farmácia Popular funciona apenas com as unidades de farmácias particulares, credenciadas no programa. Somente este ano, mais cinco unidades foram fechadas, a pedido dos municípios.

FONTE: Uol 

Operação Carne Fraca no Maranhão

A Superintendência Vigilância Sanitária do Maranhão (Suvisa), vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciou, nesta segunda-feira (27), uma operação para coletar amostras de carnes e embutidos comercializados em estabelecimentos da cidade, produzidos por empresas investigadas na “Operação Carne Fraca”.

Fiscais da SUVISA tem realizados vistorias em supermercados e açougues
e coletado amostra de carnes para analises   
Segundo o superintendente de Vigilância Sanitária Estadual da SES, Edmilson Diniz, o objetivo da ação é verificar a qualidade da carne comercializada no mercado local. “Há uma cobrança em relação à situação frente às denúncias da “Operação Carne Fraca”. Visto que a comercialização final do produto é responsabilidade da Vigilância Sanitária, iniciamos essa operação de coleta de amostras, em que vamos avaliar as condições da carne e, de acordo com o resultado, tranquilizar a população em relação à qualidade da carne que está sendo comercializada nos supermercados de São Luís”, explicou.

Os fiscais da Suvisa estiveram na manhã desta segunda, em um estabelecimento de varejo e atacado da cidade, coletando amostras de duas marcas de carne produzidas por uma das empresas citadas pela Operação Carne Fraca. A operação se estenderá ao longo dos meses de março, abril e maio, coletando carnes e embutidos de empresas sob suspeita.

“Hoje, pegamos duas marcas de uma mesma empresa de carne embalada a vácuo com datas, lotes e local de fabricação diferentes. Depois da coleta, avaliamos as informações dos rótulos para ver se estavam nos termos de apreensão, termo de coleta de amostra e preparamos a solicitação de análise para encaminhar o produto para o laboratório”, explicou o chefe do Núcleo de Alimentos da Suvisa, Denis Cordeiro.

Os primeiros laudos da operação, que tem a parceria do Laboratório Central do Maranhão (Lacen) para realizar a análises das amostras coletadas, deverão está disponíveis nos próximos 20 dias.  “Teremos o Lacen fazendo a análise desses produtos, ou seja, a avaliação de rótulo, fisioquímica – para saber se a temperatura, textura e aparência estão adequadas. E avaliação microbiológica para saber se tem bactérias crescendo naquele produto. Serão 10 amostras a cada 15 dias ao longo de pouco mais de dois meses de ação”, explicou Edmilson Diniz.

Após a divulgação dos laudos, caso haja alguma inconformidade na análise, a Suvisa pode tomar medidas no estabelecimento como interdição ou apreensão de lote e comunicar os outros órgãos de fiscalização, caso seja necessário.

terça-feira, 28 de março de 2017

Crise na república das bananas


O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, disse nesta terça-feira (28) que os Correios poderão ser privatizados, se não ocorrer um processo que rapidamente traga de volta o equilíbrio financeiro à empresa. No ano passado, o prejuízo da estatal se aproximou dos R$ 2 bilhões, pouco abaixo do valor registrado em 2015.

Questionado sobre os motivos que levaram os Correios à essa situação, Kassab disse que diversos foram os fatores que levaram ao cenário atual. Ele destacou ainda que a União não pretende sustentar os prejuízos da estatal.

“Má-gestão é corrupção, loteamento, não ter capacidade de recursos adicionais, não fazer os cortes necessários para manter o equilíbrio. (…) A empresa está correndo contra o relógio, porque o governo não tem recursos”, disse Kassab em entrevista coletiva à imprensa.
Depois de promover um plano de demissão incentivada, os Correios, que terão 111 mil funcionários após a conclusão desse processo, avalia novas formas jurídicas de promover um encolhimento maior dos seus quadros.

“Ou rapidamente os Correios cortam gastos além dos que já estão sendo cortados, senão vamos caminhar para a privatização”, disse Kassab.

E não para por aí 



O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, afirmou nesta terça-feira, 28, que no processo de revisão de agências estão de 100 a 120 unidades que permanecem deficitárias e passarão por processo de intervenção, seja por meio do fechamento ou de fusão com outras unidades, ou ainda mudança para outro lugar e também uma diminuição.

De acordo com ele, esse processo será efetivado assim que for encerrado o processo de demissões.

Occhi afirmou ainda que a Caixa estima adesão de 5 mil funcionários ao Programa de Demissão Voluntária (PDV).

O banco espera que a economia gerada pelo PDV aconteça já a partir do início do ano que vem, a qual está estimada em R$ 975 milhões ao ano após o payback, ou seja, descontado as despesas com as demissões.

FONTE: O Globo e Jornal Pequeno


Coluna du Silvio: Educação & Filosofia: O Poder

Quando pensamos no poder, sempre nos vem à cabeça a ideia de poder político ou de poder econômico. Certo que podemos entender poder como aquilo que controla a sociedade.


A capacidade de ação do ser humano de dominio sobre os outros, sobre as coisas ou sobre si mesmo é uma noção de poder. O poder pressupõe a potência, levando em conta as formas mais diversas que o homem tem de afirmar sua superioridade, isto é, a eloquência, a riqueza, a fama, a cultura, entre outras formas.

Há pessoas que têm poder sem o saber. Podemos ter como exemplo um famoso cantor de forró em nosso país , que tem uma enorme influência sobre os jovens fãs, muitas vezes sem que ele o perceba em toda a sua dimensão.

O poder político é o mais evidente e, ao mesmo tempo, o mais difícil de notar. Nem sempre damos conta de até que ponto suas decisões podem afetar nossa vida cotidiana. Nesse caso, a participação do indivíduo deve ser mais assídua nesse processo.

Quando se trata da tentação do poder, no Evangelho( bíblia) está escrito que Jesus, ao ser tentado pelo demônio no deserto, este lhe impôs todas as riquezas do mundo se ele o adorasse. Jesus resistiu e entendeu que seu poder não devia ser uma superioridade sobre os outros, mas sim "UMA GRANDE RESPONSABILIDADE". Esse exemplo é uma prova que o poder pode ser usado para o bem de todos.

Viver é um poder que temos de aprender a exercer a cada momento, orientando nossa vida e construindo nosso futuro. "Por menor que seja o poder que você têm, use-o para o bem."

Essa coluna é assinada por:


Silvio Araújo é licenciado em Filosofia pela Universidade Estadual do Maranhão - UEMA, trabalha com som volante na cidade, além de ser profundo conhecedor dos bastidores políticos da cidade.

Coelho Neto teve o maior desfalque de merenda escolar

Um levantamento feito pelo Ministério da Transparência, Fiscalização da Controladoria-Geral da União (CGU) apontou irregularidades na gestão de verbas para compra da merenda escolar em sete municípios do Maranhão. Os vícios detectados vão desde falta de comprovação documental das despesas realizadas a pagamentos por gêneros alimentícios não recebidos, sobrepreço e até desvio de merenda. O prejuízo somado aos cofres públicos é de mais de R$ 667 mil.



Na fiscalização federal, que abrangeu o perídio entre 2011 e 2015 e foi divulgada mês passado, foi feita uma devassa na aplicação dos recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). As cidades maranhenses onde foram detectados vícios são Itaipava do Grajaú, Balsas, Araguanã, Brejo de Areia, Coelho Neto, Maranhãozinho e Presidente Médici. 

Em Balsas, por exemplo, foram identificados pagamentos efetuados por gêneros alimentícios não recebidos, o que gerou um desfalque de R$ 57.750,00. Para punir o ilícito, a CGU anunciou a adoção das medidas administrativas necessárias ao ressarcimento do valor desviado e, caso não haja êxito, será instaurada tomada de contas especial.

Já em Presidente Médici, houve dupla ilegalidade: a realização de gastos se a devida comprovação e a contratação de empresa sem capacidade operacional para fornecer a merenda. Juntas, as duas irregularidades constatadas resultaram em um prejuízo de quase R$ 224.mil.

O maior desfalque, de quase R$ 200 mil, ocorreu em Coelho Neto. No município, a fiscalização federal constatou a aquisição de gêneros alimentícios – comprovada por meio de notas fiscais – não distribuídos às escolas e/ou utilizados de modo a cumprir a finalidade do PNAE.

Outra ilegalidade verificada em Coelho Neto foi a falta de comprovação documental de despesas realizadas. Em ambos os casos, foi determinada a adoção de medidas administrativas necessárias ao ressarcimento dos valores pagos por produtos não recebidos e, caso não obtenha êxito, instaurar a tomada de contas especial.

Confira as ilegalidades constatadas em cada município, o desfalque em cifras e as sanções determinadas pela CGU:

Coelho Neto: Vigilância sanitária vistoria farmácias

Farmácia Menor preço na Avenida Coelho Neto recebeu visita da Vigilância Sanitária
para que fosse expedido o Alvará Sanitário do estabelecimento.  
Na última semana o coordenador da Vigilância Sanitária em Coelho Neto Ronaib Cesar, esteve junto com sua equipe vistoriando as farmácias de Coelho Neto. Ação visava avaliar se as farmácias estão dentro dos padrões sanitários estabelecido pelos órgãos federais  

Ronaib Cesar coordenador da Vigilância Sanitária em Coelho Neto
vistoria Farmácia Menor preço na Avenida Coelho Neto
Segundo Ronaib essa é uma visita de rotina realizada anualmente, após essas visitas, e sendo constatado que os estabelecimentos obedecem aos protocolos sanitários do Conselho Federal de Farmácia (CFF), a Vigilância confecciona os Alvarás Sanitários necessários para o funcionamentos dos estabelecimentos. 

Após vistoria a Farmácia estando dentro do Padrão Sanitário Legal
recebe o Alvará Sanitário 
A vistoria também faz parte do programa Legalize Já, um programa de legalização em que a Vigilância Sanitária oferece aporte técnico, no sentido de auxilar os pequenos empresários de Coelho Neto do ramo farmacêutico, açougues, supermercados, padarias, a seguirem os padrões sanitários estabelecidos, para isso recebem orientação técnica da Vigilância Sanitária.

Soliney Silva de prefeito a réu na Justiça Federal

Como todos sabem na semana que passou o ex-prefeito Soliney Silva (PMDB) foi alvo de um pedido de ação judicial por parte do Ministério Público Federal (MPF).

MPF denunciou em 2015 o ex-prefeito por irregularidades no FUNDEB 
Na ação é alegado que vultuosos saques foram realizados em nome das empresas Pereira & Lobo LTDA., Construtora Paviterra LTDA., e Bismarck S. Guimarães EPP., todas com contrato de prestação de serviço a Secretaria Municipal de Educação. Ainda segundo o MPF essas empresas não detinham capacidade operacional ou financeira para funcionar, nem sequer registro de funcionários essas empresas mantinham, portanto são consideradas de fachadas. O MPF argumenta que as transferências bancarias não envolviam apenas os sacadores e o ex-prefeito, mas também toda a família de Soliney. Mediante tudo isso o MPF considerou que as normas do FUNDEB foram desrespeitadas, uma vez que a legislação não permite saques em espécies das respectivas contas.

O MPF declarou que “todos os réus, agindo de forma livre, deliberada e consciente, e também sem observar o necessário dever do cuidado, por meio de ações e emissões, enriqueceram ilicitamente”, ocasionando prejuízos aos cofres públicos e à coletividade.

MPF denunciou em 2015 o ex-prefeito por irregularidades no FUNDEB

Resposta

Falando ao Portal Gaditas o ex-prefeito argumentou que “Essa ação que hoje está sendo divulgada já fora amplamente divulgada pela imprensa em junho do ano passado. A diferença é que naquela época o processo tramitava em segredo de justiça e agora o MPF tornou de domínio público o conteúdo da ação”.

Somente semana passada o ex-prefeito de Coelho Neto virou réu
pelos Crimes de Improbidade administrativa e Peculato

Não sei Soliney deu essa declaração apostando na “ignorância” da população ou simplesmente por estar mal assessorado juridicamente. Primeiro que antes não havia processo, em julho de 2015 o ex-prefeito foi denunciado pelo MPF ao Tribunal Federal, ser denunciado não significa que a pessoa esteja sendo processada, e somente após a denúncia houve o inquérito Policial para apurar os indícios apontados pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF). Não custa lembrar que antes Soliney detinha foro privilegiado por conta do cargo que ocupava. Uma vez autorizado o Inquérito Policial houve a investigação do caso, fase em que Soliney e toda sua família foram chamados a depor, e apresentar provas de que não cometeram irregularidade alguma.

Após ser passada toda essa investigação, que foi feita ao longo de 2016, o MPF entendeu que Soliney e sua família cometeram crimes contra administração pública, e então semana passada propôs ação contra o ex-prefeito Soliney, porém não uma ação apenas, mas duas ações. Uma ação por improbidade administrativa, e outra ação por pratica de peculato. Isso se trata de um fato novo ao caso, pois agora Soliney foi convertido de investigado para réu, e como réu ele poder ser condenado a qualquer instante, bem como sua toda sua família, que também respondem a essa mesma ação.

Agora que o mandato de Soliney acabou ele responde ao processo não mais em São Luís, mas em Caixas, o que deve dar mais agilidade ao processo. Em tempo de Laja-Jato que também corre em uma instancia federal, Soliney e família dificilmente contarão com a simpatia do juiz, ainda mais que está sendo acusado de mexer em dinheiro que deveria ter sido usado para compra de merenda escolar, aquisição de ônibus escolares, e pagamento de salários para professores. Juízes federais geralmente são duros em sentenças envolvendo desvios no FUNDEB, porque compreendem bem os danos que esses desvios causam na educação primaria. Justamente o que precisamos em tempos como esses, gestores corruptos sendo punidos com todo o rigor da lei.


Soliney em caso de condenação poderá ser punido com 2 a 12 anos de cadeia pelo crime de peculato, e em caso condenação por improbidade administrativa será obrigado a ressarcir os valores apontados na ação, sofrer multa de até o triplo do aumento patrimonial, e suspenção dos direitos políticos de 8 a 10 anos.

segunda-feira, 27 de março de 2017

O articulador Antônio Pires

O prefeito Américo de Sousa (PT) por onde tem andado é sempre elogioso quanto ao trabalho que o vice-prefeito Antônio Pires vem desenvolvendo dentro da administração municipal. 


Para muitos Antônio Pires não tem passado de um vice decorativo, mas segundo palavras do prefeito Américo de Sousa a contribuição de Antônio Pires tem sido fundamental. Grande articulador, Antônio Pires tem contribuído nos diálogos com a base do governo junto ao legislativo municipal, área em que Antônio Pires tem larga experiência, afinal acumula uma bagagem 16 anos como vereador, chegando a ocupar a presidência da Câmara Municipal. 


Mas Pires tem sido fundamental também no trato com a população, percorrendo as ruas da cidade, visitando povoados, frequentando repartições públicas, Pires tem feito o corpo a corpo com a população enquanto o prefeito Américo de Sousa tem se mantido focado em administrar a cidade. Antônio Pires é facilmente visto no mercado do produtor conversando com vendedor, em um povoado dando dicas aos produtores rurais, ou pelas calçadas da cidade escutando um morador. O mais importante, cada demanda ouvida, cada pedido, cada reclamação, cada elogio, Pires compartilha com o prefeito Américo de Sousa, pois ambos compreendem bem a responsabilidade que tem de zelar pela cidade, e acima de tudo trabalhar pela população. 


Américo vem destacando acima de tudo o papel de articulador que Antônio Pires vem tendo dentro do governo. De acordo com o prefeito muitos acordos só foram possíveis graças ao envolvimento de Antônio Pires. "Eu posso contar sempre com o Pires, bom articulador, sempre tornando possível a chegada a um consenso. Ele sabe como ninguém aproximar pessoas, sabe unir, sabe desarmar contendas".

A respeito de tudo isso Antônio Pires vem dizendo que sempre se colocou como participante ativo do governo, não atuando para ser apenas coadjuvante, mas colaborador efetivo do sucesso que será essa nova administração da cidade. "Não sou apenas aliado do prefeito Américo de Sousa, sou parte do governo, sou o próprio governo, uma vez que estou no governo. Não é apenas o nome e credibilidade do Américo, é meu nome que está em jogo, são 16 anos de luta política, o sucesso do Américo é o meu sucesso, e o nosso sucesso é o sucesso de Coelho Neto", falou o vice-prefeito Antônio Pires. 

Os parceiros Américo de Sousa e Rafael Leitoa

Trabalho em conjunto do prefeito Américo de Sousa e deputado estadual Rafael Leitoa
vem trazendo bons frutos a Coelho Neto
Quem foi ao teatro municipal na manhã de hoje (27) e ouviu bem as falas do prefeito Américo de Sousa (PT), e do deputado Rafael Leitoa (PDT) com certeza notou a perfeita sintonia em que ambos andam. O discurso do dois foi um perfeito encaixe, onde um completou a fala do outro. Metaforicamente falando a relação deles tem sido como um meia que realiza o passe de bola perfeito para o atacante marcar o gol. Uma dupla extremamente afinada que vem marcando gols por Coelho Neto.

Em sua fala de quase 7 minutos o deputado estadual Rafael Leitoa, enfatizou o mote de campanha do prefeito Américo de Sousa “a hora é agora”, e segundo Rafael a hora é agora porque Coelho Neto tem um governador parceiro da cidade, um prefeito com vontade e sede de trabalho, e um deputado estadual pronto para defender os interesses de Coelho Neto. A hora é agora, uma cidade não é administrada sozinha, essa ambulância mostra isso, fruto de um trabalho em conjunto do prefeito Américo de Sousa, do Governador Flavio Dino (PC do B), e do deputado Rafael Leitoa.

Ambulância apresentada hoje é fruto de emenda parlamentar do deputado estadual Rafael Leitoa 
Rafael detalhou ainda que cada deputado tem direito a R$ 3,5 milhões em emendas parlamentares, e alertou que próximo ano a população deve cobrar dos candidatos que foram votados em Coelho Neto o quanto destinaram para a cidade, em que suas emendas beneficiaram a população, se o deputado foi votado na cidade, ele tem que ajudar a cidade, com pouco ou muito tem que ajudar, “Estou aqui fazendo a minha parte, e vou fazer muito mais, vou atuar através da secretaria estadual de saúde para destinar mais um emenda para a saúde coelhonetense, vou definir lá o valor, e forma de destinação, porque compreendo a dificuldade que é manter sozinho uma UPA e um Hospital Municipal, quero ajudar. Ainda esse semestre vou disponibilizar essa emenda para Coelho Neto!”.

Patrulha mecanizada como essa deverá ser entregue a Coelho Neto em maio
(imagem ilustrativa) 
Finalizando sua fala o deputado Rafael revelou que no final do ano passado, talvez no início deste ano, recebeu uma ligação do deputado federal Weverton Rocha (PDT), pedindo a indicação de dois municípios para receberem patrulha mecanizada, que Rafael respondeu prontamente com os nomes de Timon e Coelho Neto. Coelho Neto recebera no mês de maio em São Luis uma patrulha mecanizada, fruto de parceria entre o deputado federal Weverton Rocha, e o deputado estadual Rafael Leitoa. “Deputado Weverton nem foi votado em Coelho Neto, mas devido nossa relação política, e confiança mutua, a cidade será beneficiada com essa máquina”.



Prefeito Américo de Sousa em fala a imprensa 
Já em sua fala o prefeito Américo de Sousa apesar do tem sério adotado em alguns momentos, falou de forma descontraída sobre as parceiras que vem formando em benefício de Coelho Neto, agradeceu ao deputado Rafael Leitoa pela atuação, e dedicação que vem trabalhando pela cidade, e revelou “O deputado Rafael não quis dizer o valor, mas ele vai mandar algo em torno de R$ 500 a R$ 600 mil reais para Coelho Neto, dinheiro vai melhorar a saúde de nossa cidade”. Américo ainda anunciou que tem como intenção dobrar as emendas do deputado Rafael para Coelho Neto em 2018, recebendo R$ 1,2 milhões de reais. “Mas quero relembrar que não precisamos apenas das emendas do deputado Rafael, precisamos também da atuação dele em São Luís, abrindo portas junto ao governo do estado, apresentando demandas da cidade, defendendo nossa população, e isso ele tem feito muito bem. A ele não só o meu agradecimento, mas também o agradecimento de toda a população coelhonetense”.  


Como usar: Jaqueta Bomber


A coluna De Olho na Moda passou esses dias de olho na São Paulo Fashion Week #spfw, que encerrou nessa sexta-feira (17) e mostrou várias tendências para o inverno. Separamos 3 apostas das passarelas que irão fazer sucesso nas ruas: Jaqueta Bomber, Veludo Molhado e Bordado, para mostrar em cada nova postagem. Não esquecendo do brilho metalizado, já falado no primeiro post da coluna!

A Jaqueta Bomber foi criada por volta de 1917 para a força aérea norte-americana e visava a proteção contra o frio, já que as cabines aéreas de guerra não eram fechadas. Portanto, a jaqueta tem como característica os elásticos na barra e nos punhos, ajustando-se ao corpo e impossibilitando a entrada de ar.

Mas saindo do aspecto somente utilitário e entrando na tendência de moda, a Jaqueta Bomber foi repensada: recebeu tecidos modernos, cores, estampas, texturas e foi parar no armário feminino!


Okay, mas como usar? Apesar se ser uma peça esportiva e combinar bem com looks descontraídos, ela está vindo como elemento desconstruidor ao compor um visual casual:


Mas, para as informais, a Jaqueta Bomber é fácil de brincar com as estampas e texturas em looks divertidos, unindo-a com outras informações de moda:


E variando entre looks despojados, esportivos e conjuntinhos...


E para as mais discretas: vale muito a pena arriscar a Jaqueta Bomber em um visual menos extravagante e deixar que a peça-chave ouse sozinha...


E homens: calma! Não tiramos a Jaqueta Bomber de vocês, só compartilhamos, rs. Ela continuará no segmento masculino, também em estampas clássicas, como a de exército, e em cor única, além de detalhes que trazem informações de moda.




De olho na moda é uma coluna assinada por: 


Glay Glenda Marinho é coelho-netense vivendo em Teresina-Pi, onde teve a oportunidade de estudar moda e por ela se apaixonou.  Técnica em Vestuário formada pelo Instituto Federal do Piauí, bacharel em Design de Moda pela Universidade Federal do Piauí e pós graduanda em Moda, Cultura e Mercado, Glay atua como produtora de moda, stylist e vitrinista, além de ministrar oficinas, minicursos e palestras.


Coelho Neto: Nova ambulância é apresentada oficialmente a população



Aconteceu na manhã de hoje (27) no Teatro Municipal de Coelho Neto a cerimônia de apresentação da Ambulância entregue pelo governador Flávio Dino (PC do B) população Coelhonetense no último dia 20 de março.


Presidente da Câmara Osmar Aguiar, prefeito Américo de Sousa, deputado estadual Rafael Leitoa,
e enfermeira Olímpia Delgado. 
O evento promovido pela Secretaria Municipal de Saúde contou com a presença de diversas autoridades locais, do deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), e do prefeito Américo de Sousa (PT).

Presidente da Câmara de Vereadores Osmar Aguiar (PT) em fala a população
O presidente da câmara de vereadores Osmar Aguiar (PT), relembrou em sua fala as condições em que Américo recebeu o Município, o descaso, o abandono, o sofrimento da população. Destacou a preocupação que a o prefeito vem tendo em organizar os serviços públicos, e o esforço em oferecer a população uma Saúde de qualidade, e que a nova ambulância era fruto desse esforço, e enfatizou a convicção que tem em mais ações e projetos para a melhoria da Saúde serão desenvolvidas pelo Executivo Municipal ao longo do ano. 

Deputado estadual Rafael Leitoa em fala a população

O deputado Rafael Leitoa também fez uso da palavra, onde falou um pouco sobre as emendas que tem destinado para a cidade, e do trabalho que vem fazendo em São Luís, de articular junto aos Secretários de Estado e do Governador ações que venham a beneficiar a população, proporcionar o desenvolvimento da cidade.

Prefeito Américo de Sousa em fala a população

Já prefeito de Coelho Neto começou explicando a ausência da Secretária de Saúde Cristiane Bacelar, que no evento foi representada por Olimpia Delgado, Cristiane hoje teve de ir a São Luís finalizar os projetos que estão sendo elaborados para o recebimento das emendas do Deputado Federal Zé Carlos (PT), que destinou quase R$ 2 milhões de reais para a cidade. Américo reforçou a importância de parceiras como essas que hoje o município tem com deputado federal Zé Carlos, com o deputado federal Rafael Leitoa, e o governador Flávio Dino (PC do B), parcerias que já tem rendido a Coelho Neto boas coisas, e que muitas outras ainda serão realizadas ao longo dos seus 4 anos como gestor municipal. O prefeito agradeceu a colaboração dos profissionais da saúde, que apesar desse início de governo difícil, tem se esforçado ao máximo para para fazer uma boa saúde, que hoje ainda não é ideal, mas que até o final do ano será a melhor da região. Agradeceu ao deputado Rafael pela emenda que possibilitou entregar a ambulância para a cidade, e todo o trabalho que tem feito junto ao governo do estado, e dentro da assembleia, e acima de tudo agradeceu a população, que tem sido em geral paciente, compreensiva e que em sua maioria colaborado com o governo, apesar do terrorismo feito por alguns. 

Arvores são plantadas no Monte Alegre

Secretário e Agricultura Albertino Veríssimo acompanha membros
da Pastoral da Juventude no plantio de arvores no povoado Monte Alegre.  
Em conjunto com a Igreja Católica de Coelho Neto, a prefeitura Municipal de Coelho Neto, através da Secretaria de Agricultura, e da recém-criada Secretaria de Meio Ambiente, com apoio do Grupo João Santos, estiveram no sábado (25) no povoado Monte Alegre, para plantar mudas de arvores. Esta é uma ação da Campanha da Fraternidade de 2017 cujo o tema é “Fraternidade: Biomas brasileiros e a defesa da vida”.    

Albertino Veríssimo secretário de agricultura, com João técnico agrícola
e Edvaldo Junior eng, agronômico da prefeitura acompanham plantio de arvores pela Pastoral da juventude.    
O Grupo João Santos doou dezenas de mudas de arvores, inclusive algumas frutíferas, que serão plantadas pela Secretaria de Agricultara nos povoados de Coelho Neto, e na cidade serão plantadas pela Secretaria de Meio Ambiente, sempre com participação da Pastoral da Juventude da Igreja Católica.



Albertino Veríssimo titular da Agricultura destaca a importância dessa discussão promovida pela Igreja Católica, e a importância de estimular a população a cuidar mais e melhor do meio ambiente. “Temos de estar atentos a questões ambientais, e a Igreja tomou uma decisão acertada em trazer essa discussão para a sociedade, é muito importante esse estimulo a população para cuidar mais da natureza”.

Para Gabriel Delano, titular do Meio Ambiente, a campanha da Fraternidade deve ser abraçada por todos, esse é um chamado a reflexão, não podemos continuar ignorando a natureza. “É preciso plantar arvores, mas é também preciso discutir os danos que estamos impondo ao meio ambiente, não podemos ficar parados, temos de agir e salvar a natureza”.


Comments system

Disqus Shortname