quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Perícia comprova que Junior Nenzin atirou contra o próprio pai

Nenzin (dir.) foi vítima de um tira disparado pelo próprio filho
Junior Nenzin (esq.)
A polícia concluiu na semana passada o inquérito sobre o assassinato do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzin, assassinado no dia 6 de dezembro último.

Para a polícia, pelas circunstâncias do crime e os depoimentos de mais de vinte pessoas, o principal suspeito é o filho do ex-prefeito, que estava com ele na hora do crime.

Foram 21 dias de investigação. O laudo dos peritos criminais comprovou que Manoel Mariano Filho, o “Júnior do Nenzim”, atirou contra o pai.

Com o inquérito policial concluído, o caso será encaminhado ao Ministério Público de Barra do Corda, que pode ou não denunciar Mariano Filho à Justiça.

A polícia ainda continua investigando o caso e tenta rastrear algumas ligações para descobrir se “Júnior do Nenzim” contou com a ajuda de alguém para executar o crime.

Do Elias Lacerda

Comments system