domingo, 28 de janeiro de 2018

Roseana Sarney “traumatizou” prefeitos do Maranhão


Quando deixou seu último ano como governadora em 2014, Roseana Sarney (MDB), em ato desesperado para eleger o seu sucessor Lobão Filho (MDB), realizou convênios milionários com as Prefeituras do Maranhão, um grande embuste que acabou traumatizando dezenas de prefeitos em todo o estado.

Em alguns casos, os gestores deram início a obras esperando o pagamento da verba que seria contrapartida do governo do Estado. Como o seu grupo perdeu a eleição, Roseana não honrou nem 10% do que havia prometido para os prefeitos em troca de votos para os seus candidatos.

A atitude revoltou dezenas de gestores em todo o Maranhão, que deixaram realizações por fazer e paralisaram várias obras pelo não cumprimento do acordo fixado com Roseana. A conta do engodo criado há quatro anos chegou agora, e os prefeitos já estão vacinados com as lorotas contadas pela oligarquia, sobretudo em relação a convênios.

O sinal mais claro é a falta de apoio dos prefeitos à pré-candidatura de Roseana. Esporadicamente recebendo lideranças em sua residência, na maioria das vezes levadas pelos parlamentares que ainda são ligados a ela, a filha de José Sarney só é vista, no máximo, com vereadores, mas nunca com prefeitos. O histórico de ilusão dos gestores tem dificultado a integração dos mesmos no apoio à sua pré-candidatura.

Por outro lado, Roseana ainda tem que conviver com a comparação com Flávio Dino, que tem se mostrado um governador municipalista. O que antes eram convênios fantasmas, hoje são parcerias reais, com entregas de equipamentos agrícolas, ambulâncias, asfalto, obras de infraestrutura e tantas outras.

Os erros do passado ainda vão atrapalhar muito Roseana caso ela seja candidata.

Do Jorge Vieira 

Comments system