sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Eduardo Braide é o plano “B” do clã Sarney


Como a pré-candidatura de Roseana Sarney não emplacou depois de mais de seis meses que foi anunciada, o clã Sarney já começa a trabalhar com um plano B, caso a ex-governadora desista mesmo de disputar mais uma eleição para o governo do Estado. E o nome escolhido é do deputado estadual Eduardo Braide.

Desde que chegou junto com a comitiva sarneyzista no evento de inauguração da duplicação da BR-135, Eduardo Braide atestou a reaproximação ao ninho ao qual sempre pertenceu, após um breve período oportunista como líder do bloco do governo Flávio Dino na Assembleia Legislativa.

Em todas as suas entrevistas, Braide cita que a decisão de disputar o governo não é apenas dele, mas de uma série de fatores, entre eles a presença de um leque de partidos apoiando o seu nanico PMN. É aí que a oligarquia Sarney entra com o MDB e outras pequenas siglas que possivelmente apoiariam uma candidatura de Roseana.

Com o fracasso de outros nomes que foram postos nas mesa mas não decolaram, como o senador Roberto Rocha e a ex-prefeita Maura Jorge, Eduardo Braide é a última aposta da oligarquia para tentar levar, pelo menos, a eleição para o segundo turno, já que a intenção de votos válidos do governador Flávio Dino ultrapassa a casa dos 60%.

Resta saber se Braide estará disposto a arriscar seu futuro político se atrelando a moribunda oligarquia Sarney ou se, como os próprios aliados dele já comentaram, ele tem medo que essa relação possa interferir os seus planos futuros.

É aguardar para ver o que acontece.

Do Marrapá