segunda-feira, 12 de março de 2018

Caravana da Oligarquia é marcada pela rejeição popular


A caravana do clã Sarney conseguiu chegar ao seu quinto dia. Após meses de marasmo, Roseana Sarney, enfim, resolveu sair de seu sofá na última quinta-feira (08/03) para passar 9 dias "perambulando" pelo interior do Maranhão.

Essa andança, deveria animar sua militância e reforçar sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão. Infelizmente, para a filha preferida do oligarca José Sarney, o povo do Maranhão já cansou de ouvir suas lorotas.

Caravana tem sido marcada pela baixa adesão popular

O prenúncio do fracasso era evidente pela rejeição enorme dos materiais da “Caravana” distribuídos nas redes sociais. Os internautas mandaram Roseana passar com sua trupe em lugares impublicáveis. Do inferno para lá!

A presença de público nas cidades onde a “guerreira” tem passado é ridícula. Apenas em Imperatriz, do prefeito Assis Ramos (MDB), as cadeiras não ficaram vazias.

Na cidade de Santa Inês, no Dia Internacional da Mulher (08/03), o evento atrasou quase duas horas e contou, apenas, com a presença do grupo ligado ao ex-prefeito Ribamar Alves – acusado de estupro e assedio sexual.

Na cidade de Santa Luzia, a vergonha foi maior ainda. Apenas três ou quatro gatos pingados tiveram a coragem de sair de casa para ouvir a Branca e sua turma. Tinham mais pessoas no palanque do que na plateia. Deprimente!

Apesar de seus 14 anos de governo, a Roseana só conseguiu atrair políticos sem votos e derrotados nas cidades Buriticupu, Bom Jesus das Selvas e Açailândia.

Além do desprezo total da população e do constrangimento imposto aos funcionários da Prefeitura de Imperatriz, a moribunda Caravana está sendo marcada pelas agressões sem pé, nem cabeça ao Governo do Estado e pela tentativa de escantear o Ministro Zequinha Sarney. Coisa Feia!

Apesar do esforço, o desanimo é visível no rosto dos integrantes da caravana

A Branca chegou a fazer uma comparação patética entre seus 14 anos no Palácio dos Leões com os 3 anos da gestão de Flávio Dino. Agora, o cúmulo do absurdo é a visível tentativa da “guerreira” de passar a perna em seu próprio irmão, o pré-candidato ao Senado Zequinha. Roseana já tem a Câmara Alta, quase, como Plano A!

De fato, a Caravana do "atraso" tem sido melancólica e triste. Uma última tentativa da Oligarquia Sarney em juntar os cacos. Um verdadeiro amontoado de políticos derrotados, sem votos, trapaças, coações, lorotas e cadeiras vazias.

E o pior de tudo para o povo do Maranhão é que a Caravana da Oligarquia tem previsão de durar até sábado. Isso, claro, se a “guerreira” não inventar uma gripe ou uma dor de barriga, para voltar ao sofá e tentar diminuir o fracasso e a vergonha.

Que triste!

Do Marrapá

Comments system