segunda-feira, 23 de abril de 2018

Ex-prefeito de Coelho Neto tentou aplicar "golpe" na Justiça Eleitoral



O enrolado ex-prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva (MDB), foi condenado em 2015 pela Justiça Eleitoral por propaganda irregular durante as eleições de 2012, quando renovou seu mandato à frente da Prefeitura de Coelho Neto. Sendo então condenado ao pagamento de multa no valor de R$ 21.282,00 (vinte e um mil, duzentos e oitenta e dois reais). 

Contudo, o homem se negava a pagar tal valor, e tentou uma manobra para dificultar o pagamento. Em sua última tentativa após o transito em julgado, Soliney alegou “a impossibilidade do pagamento integral da multa aplicada. Requerendo, portanto, o pagamento em parcelas mensais, que não deverão ser superiores ao valor de R$ 500,00 (quinhentos reais) ”. 

Obviamente, o Ministério Público Eleitoral foi contra o pedido do ex-prefeito, anotando em sua manifestação que Soliney sempre se colocou como “empresário bem-sucedido, sendo público e notório que possui bens móveis e imóveis de elevado valor"

Assim sendo, a Justiça Eleitoral indeferiu o pedido do ex-prefeito, e determinou o pagamento da multa em até 48 horas. 



A LEMBRAR

No mesmo período em que tentava escapar da multa, Soliney adquiriu cavalos de competição por valor superior a R$ 1 milhão de reais, tamanho é o luxo a que se permite. O ex-prefeito só é ruim mesmo na hora de arcar com suas responsabilidades como homem público, com a justiça e com seus aliados.