segunda-feira, 2 de abril de 2018

Prefeito Américo segue firme no proposito de retirar a Educação Municipal do limbo

Ao longo dos últimos anos, Coelho Neto assistiu os principais indicadores sociais despencarem, principalmente os da educação. A gestão fracassada do ex-prefeito Soliney Silva (MDB) não teve o mínimo de zelo pela Educação Municipal, os professores sofreram uma forte desvalorização, chegando a receber salários de R$ 200 reais ao mês, que ainda era pago com 10 a 20 dias de atrasos; as escolas foram sucateadas e deixadas em um estado de abandono total; e a merenda escolar era a pior possível. 

Como resultado dessa forte política de desvalorização da educação mantida durante gestão passada, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) sempre esteve abaixo da média estipulada para a cidade, não sendo superada em nenhum ano sequer. Em 2015, nos Anos Iniciais, a meta sendo 4,3 o município atingiu 4,2. Já nos Anos finais, o Indicie foi ainda pior, da Meta que era 3,8 a Educação Municipal atingiu apenas 3,1. 

Escola José Barreto durante a gestão do ex-prefeito Soliney Silva

São números refletem bem o péssimo tratamento que foi dado a Educação de Coelho Neto pelo ex-prefeito e sua equipe de sanguessugas. Que nunca gostaram de sala de aula, e eram alérgicos ao trabalho digno e duro. 

Contudo, essa é uma realidade que está sendo transformada aos poucos e de forma contundente pela atual gestão. Em 2018 o prefeito Américo de Sousa (PT) determinou a recuperação de 37 equipamentos escolares, que passaram por melhorias profundas. 

Indo mais além, ainda em 2017, o prefeito determinou a reforma total completa de 05 escolas da rede municipal que estavam com a sua estrutura física completamente comprometida, desde as colunas de sustentação, até os tetos destruídos por cupins. Dessas cinco, duas já foram entregues a comunidade, e o melhor de tudo é que elas foram totalmente climatizadas, criando assim um ambiente propicio para a construção de uma educação de qualidade. 

As outras 03 serão entregues muito em breve, sendo estas também climatizadas. Totalizando assim 42 escolas restruturadas e dentro de padrões de qualidade que se esperam de uma gestão verdadeiramente comprometida. 

Escola José Sarney já está em fase em final da sua reforma
Prefeito Américo inaugura um novo padrão de educação no município

Além disso, Américo exterminou os salários de R$ 200 reais que antes era pago aos professores municipais, hoje nenhum Docente em Coelho Neto recebe menos que piso educacional, conforme a Lei determina. Sem falar que salários atrasados já não fazem parte da realidade de Coelho Neto, agora os servidores recebem religiosamente dentro do mês, e muitas vezes de forma antecipada. 

Hoje a oposição estrebucha contra a educação municipal, e o trabalho quem vem sendo feito na busca de elevar os padrões e qualidade de ensino em Coelho Neto. Durante 8 anos eles destruíram nossas escolas, afundaram nossos Indicies Educacionais, e agora não aceitam qualquer mudança que busque tirar Coelho Neto do atraso que eles deixaram. 







Comments system