quarta-feira, 16 de maio de 2018

ALÔ MP: fraudes se acumulam na Secretaria de Saúde de Afonso Cunha

Durante todo o dia de hoje, quarta-feira (16), o Blog Observatório do Cocais esteve em contato com com profissionais da prefeitura de Afonso Cunha, que prestam serviço naquela cidade através da Secretaria Municipal de Saúde. Foram diversos os relatos de Assédio Moral, funcionários fantasmas, falta de medicamentos, insumos e péssimas condições de trabalho.

Prefeito Arquimedes alimenta sistema de Saúde com informações de profissionais que não trabalham na cidade

Chamou a atenção deste blog, principalmente, as denuncias no que se refere a profissionais que aparecem no DATASUS como sendo funcionários da Secretaria Municipal de Saúde, mas que nunca pisaram em um Posto de Saúde ou Hospital da cidade.

M. M. C. F. dos S. que deveria atender na Unidade Básica de Saúde Raimunilde Reis, mas que nunca pôs os pés por lá

Há o caso flagrante do médico M. M. C. F. dos S. que deveria atender na Unidade Básica de Saúde Raimunilde Reis, mas que nunca pôs os pés por lá. O detalhe, é que segundo relatos, este profissional reside no Pará, há mais de 800 km de Afonso Cunha. Além deste, há também o médico R. W. S. M. que não é conhecido por nenhum daqueles que em tese deveriam trabalhar com ele em Afonso Cunha. 

R. W. S. M. que não é conhecido por nenhum daqueles que em tese deveriam trabalhar com ele em Afonso Cunha. 

Contudo, não são apenas médicos que aparecem no DATASUS, mas nunca foram vistos prestando atendimento a população. O enfermeiro G. P. P. da S. é outro que nunca prestou atendimento na cidade, apesar de aparecer vinculado a Unidade Básica de Saúde Raimundo de Melo Duque Bacelar. Há também os farmacêuticos M. B. de C. e L. S. de M. que da mesma forma nunca foram vistos pelo colegas de trabalho, seja na Unidade Mista Dr Moacyr Bacelar ou na Unidade Básica de Saúde Raimundo de Melo Duque Bacelar. 

Agente Comunitário de Saúde M. V. M beneficiado por ser aliado do prefeito

Além destes já citados, há também o caso do Agente Comunitário de Saúde M. V. M. cujo a família é conhecida por ser "aliada" ao prefeito. Este agente foi beneficiado com o direito de não precisar trabalhar, podendo ficar em casa repousando em berço esplendido enquanto os demais colegas enfrentam sol e chuva. O prefeito Arquimedes Bacelar ainda arrumou boquinha para uma filha do agente na Saúde Municipal.

Esse é o retrato da Saúde de Afonso Cunha, enquanto a população em geral sofre com o descaso e abandono, o prefeito Arquimedes Bacelar (PTB) realiza todas as manobras possíveis para beneficiar aliados, e mantém vinculado no DATASUS profissionais que não prestam serviço na cidade, sabe-se lá com que interesse.

O Ministério Público precisa ficar atento a estas situações, e precisa agir rapidamente na defesa dos interesses da população. 

A impunidade em Afonos Cunha precisa acabar! 

Comments system