segunda-feira, 21 de maio de 2018

Ex-vereador desabafa sobre o caso da D-20


O blog conversou recententemente com o ex-vereador de Coelho Neto, Antônio Lustosa (MDB), que nos falou sua versão do caso, e contou com detalhes como o veiculo de propriedade da Prefeitura de Coelho Neto foi parar em suas mãos. A caminhonete modelo D-20, branca, estava cedida para a Câmara Municipal desde os inicio do anos 2000, sendo devolvida para a prefeitura entre 2013 e 2014. Quando devolvido o veiculo estava totalmente desgastado, sendo impossível utilizá-lo para qualquer fim.

Lustosa contou que a D-20 estava na Secretária de Coelho Neto, que na época era localizada na frente da delegacia e quartel da Policia Militar. Disse que tomou conhecimento que o ex-prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva (MDB), estava planejando um leilão de alguns veículos da prefeitura de Coelho Neto, então procurou o ex-gestor para informa-se sobre a possibilidade de adquirir a caminhonete. 

Ao encontra-se com Soliney e manifestar seu desejo, Lustosa recebeu como resposta que o veículo em questão não iria para leilão, pois estava completamente "acabado", encontrando-se no "sepo" na Secretaria de Obras. Contudo, o ex-prefeito disse que Lustosa poderia ir na secretaria buscar a D-20, e fazer dela o que bem entender, e que ele, Soliney, daria um jeito de passar o carro para o nome do ex-vereador.

Depois disso Lustosa disse que retirou o carro de dentro da Secretaria de Obras, estando autorizado por Soliney, e levou para uma oficina onde gastou R$ 20 mil reais para recuperar totalmente a D-20.  Lustosa ainda contou que foram diversas as cobranças para que Soliney regularizasse a situação, e o ex-prefeito sempre respondia que estava resolvendo. 

"Passei mais de anos cobrando a documentação do carro, e que ele regularizasse a doação, para que nenhum de nós tivesse problema, mas infelizmente fui mais uma vítima dele. Depois da eleições (2016) ele nem me atendia mais, e nem voltei a ser recebido por ele. Ali eu percebi que fui enganado". 

O Mundo dá Voltas

Após toda essa confusão, e depois de anos mentindo e enrolando, Soliney voltou ontem, domingo (20), a procurar o ex-vereador Antônio Lustosa. De olho nas eleições que se aproximam, queria o apoio de Lustosa para a pré-candidatura do seu filho, isso depois de anos mentindo e enganando, e após esse caso constrangedor da D-20 que foi presa pela Policia Militar algumas semanas atrás.

Lustosa simplesmente despachou Soliney e seu grupo, disse que ao contrario de Soliney ele é um homem de palavra e compromisso, relembrou todo o constrangimento que Soliney causou durante as eleições de 2016, e que culminou na derrota do seu grupo político. E encerrou falando sobre o triste episodio da D-20, onde foi mais uma vitima das mentiras que Soliney conta. 

Comments system