sexta-feira, 11 de maio de 2018

Waldir Maranhão é fardo pesado no PSDB


A filiação do deputado federal Waldir Maranhão ao PSDB acabou por se transformar em um verdadeiro fardo para o partido no Maranhão. Pensando somente em repor a debandada de tucanos maranhenses após o golpe orquestrado para destronar o vice-governador da presidência da sigla no estado, Roberto Rocha ganhou uma grande dor de cabeça com a presença de Waldir no partido.

Primeiro que Maranhão não abre mão de ser candidato a senador, e o PSDB já se decidiu, inclusive com declaração do presidenciável Geraldo Alckmin, que a chapa que concorrerá as vagas no Senado será composta por Zé Reinaldo e Alexandre Almeida. O certo é que Waldir tentará, até o último momento, ser um dos candidatos.

Segundo que, caso não consigo se viabilizar por uma vaga ao Senado, Waldir Maranhão provavelmente concorrerá à reeleição à Câmara Federal. Dependendo das alianças partidárias, o PSDB pode fazer apenas um deputado federal. Se ele concorrer, pode tirar uma vaga de Sebastião Madeira, ex-prefeito de Imperatriz, que foi um dos principais entusiastas da rasteira em Brandão.

A entrada de Waldir Maranhão no ninho tucano em nada somou, de acordo com interlocutores de dentro do partido. Com rejeição estratosférica e conhecido por ser camaleão da política, o deputado federal está levando muito mais discórdia do que agregando apoio para dentro do PSDB.

Daqui até as eleições muitas águas vão rolar. Mas desde já Waldir Maranhão é considerado um fardo dentro do PSDB.

Do Clodoaldo Corrêa