segunda-feira, 2 de julho de 2018

Após denúncias do blog, Prefeito de Caxias demite todos os familiares de Soliney e aliados

Por duas vezes o blog Observatório do Cocais esteve denunciando o aparelhamento político que o prefeito Fábio Gentil (PRB) vem promovendo dentro da administração municipal em Caixas. O loteamento cargos, e distribuição de empregos com fins eleitorais tem sido regra dentro da prefeitura caxiense, ficando ainda pior agora que Zé Gentil (PRB), pai do prefeito, oficializou pré-candidatura para o parlamento estadual. 

Prefeito de Caxias, Fábio Gentil (dir), mantinha na folha de pagamento indicações do ex-prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva (esq) em troca de apoio politico.

Recentemente, mostramos que afim de atrair o ex-prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva (MDB), para o palanque do pai, Fábio Gentil ofertou empregos para duas noras do ex-prefeito coelhonetense, e também a esposa de um vereador aliado a Soliney aparecia pendurada na folha daquela cidade (relembre AQUI). Todas empregadas na Saúde Municipal de Caxias, e ao que tudo indica com vultuosos salários, porém sem o incomodo de ter que ir ao local de trabalho diariamente. 

Em junho a esposa do vereador coelhonetense Rafael Cruz sumiu da folha da Saúde Caxiense

Após a situação de flagrante de crime contra administração pública, o prefeito Fábio ainda tentou fazer média, e demitiu uma nora de Soliney ainda em abril, segundo o que demonstra o Cadastro Nacional do Estabelecimentos de Saúde (CNES), mas ainda manteve outras indicações de Soliney (relembre AQUI). 

Nora do ex-prefeito de Coelho Neto também deixou de figurar na folha de Caxias

Contudo, hoje, segunda-feira (02/07), fiz nova consulta ao CNES, e descobri que no mês de junho o prefeito de Caxias colocou para fora as demais indicações que o ex-prefeito de Coelho Neto havia feito. 

As demissões não significam que o loteamento de cargos e distribuição de empregos vão cessar em Caxias, mas pelo menos indicam que o prefeito tem vergonha o suficiente para tentar remendar situações que beiram o absurdo. 

Comments system