sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Deu no Marrapá: Ditadura caxiense


O prefeito Fábio Gentil, pelo visto, vai mover mundos e fundos para tentar eleger o pai, Zé Gentil, deputado estadual. O vídeo de uma professora, que circula nas redes sociais no município, afirmando que sofreu perseguição do prefeito pelo fato de ela não ser eleitora do seu pai caiu como uma bomba na política da cidade. 

Servidores de Caxias estão sendo forçados a declarar apoio a Zé Gentil, pai do prefeito da cidade

Fábio está usando e abusando da máquina pública para levar Zé até a Assembleia Legislativa. Na gravação, a professora Marlizete, fundadora, diretora e mantenedora da Escola Coelho Neto disse que vem “sofrendo o que vocês não imaginam”. 

Ela e a diretora adjunta da escola foram destituídas por não votar no pai do prefeito. Parece que Caxias voltou aos tempos da ditadura.