quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Turma do oportunismo reúne-se em praça publica, e toma aula de atuação política

Como falado mais cedo por este blog, aquela turma de oportunistas, que "mamaram" em todos os governos que passaram pela prefeitura de Coelho Neto, que sugavam tudo que podiam, tirando proveitos dos excelentes cargos comissionados que ocupavam, e que hoje sofrem de uma severa crise de abstinência, amontoaram-se em praça pública e por mais ou menos uma hora ficaram ouvindo gravações do Programa a Hora da Verdade, do período em que o atual prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa (PT), era a voz forte da oposição na cidade. 

Protesto chamou muito mais atenção pelo erros de português do que pela pauta apresentada 

O grupo simplesmente abdicou de apresentar propostas de atuação, reivindicações, e da construção de uma agenda coletiva para ouvir a voz do prefeito. Vocês não estão lendo errado, foi isso mesmo, quem passou pela praça viu, e riu de um grupo sem voz, de cartazes em punho, que mais parecia um "bando" de apaixonados pela voz do prefeito Américo. Se a cena já não fosse ridícula o bastante, após cada áudio um deles pegava um microfone e tentava fazer igual, mais parecia uma aulão de como ser oposição, simplesmente hilário. 

Se não bastasse essa cena ridícula, o grupo que era composto em sua maioria por professores, ainda apresentou cartazes com sérios erros de ortografia. Em um deles era possível ler "insentivo" e "adcional" em uma mesma frase. Um grande atentado a gramática portuguesa. 

Essa turma já perdeu qualquer senso de ridículo que poderiam ter. Hoje deram provas claras do qual desequilibrados estão, afinal nunca tinham passado por um período de abstinência tão grande. Sentem falta do poder, das regalias que tinham, e principalmente do dinheiro fácil. 

Voltamos a qualquer momento com mais informações