terça-feira, 25 de setembro de 2018

Decadência: após ser banido das eleições pela Justiça, Ricardo Murad vê o genro desistir da reeleição


Se as eleições estão duras para a família Sarney, para clã Murad o cenário é muito pior. Ricardo Murad, ex-todo poderoso da Saúde Estadual, e envolvido diretamente no maior escândalo de corrupção na área, teve no início do mês sua candidatura a deputado federal indeferida pele Justiça Eleitoral, e hoje amarga mais uma derrota pessoal, ao ver o genro desistir da própria reeleição a deputado estadual. 

Após perder as eleições de 2016 em Coroatá, de onde foram escorraçados pela população, a família ainda tem alguma presença política na Assembleia Legislativa, com os deputados Sousa Neto (PRP), genro de Ricardo Murad, e com Andrea Murad, filha e herdeira política do ex-todo poderoso da Saúde no Maranhão. 

Mas, o deputado estadual Sousa Neto anunciou, nesta terça-feira (25), que não disputará mais a reeleição. Ee culpou o grupo político liderado pela prefeita de Santa Inês, Vianey Bringel (PSDB), pela decisão.

“Infelizmente constatei que o nosso grupo, do qual participei até hoje, não está me apoiando”, afirmou o ex-goleiro do Moto quase chorando.

Casado com Tatiana Murad, Sousa Neto chegou à Assembleia Legislativa em 2014, turbinado por doações eleitorais das construtoras posteriormente investigadas pela Polícia Federal, na Operação Sermão aos Peixes, que descobriu o desvio de R$ 1,2 bilhão em recursos da Secretaria de Estadual de Saúde num esquema comandado por Ricardo Murad.

Longe dos cofres públicos desde que o sogro deixou a SES, Sousa se vê obrigado a jogar a toalha, sem condições financeiras de continuar com a campanha de reeleição.

Sousa Neto desiste agora com medo de chegar às urnas e constatar o óbvio, que nunca foi donos do votos que teve em 2014, e que sem carisma e presença política nunca teria sido deputado pelas próprias pernas.

Voltamos a qualquer momento com mais informações 

Do Marrapá