sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Desesperada, Roseana Sarney faz acusação de Assassinato contra Flávio Dino


Demorou mas apareceu o Reis Pacheco de 2018. A coligação de Roseana Sarney entrou com uma inserção hoje acusando o governador Flávio Dino de assassinato.

No comercial, Roseana Sarney mostra Flávio Dino ao lado de Aécio em 2014. Em seguida, exibe áudio de Aécio falando “tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer a delação”, como apareceu em grampo do ano passado.

Enquanto passa o áudio, o vídeo mostra título do panfleto da família Sarney falando de médico preso em esquema de corrupção foi “encontrado morto”.

O caso a que a família Sarney se refere todos lembram. Um médico em prisão domiciliar se matou. A TV da família Sarney tentou explorar o caso por meses. Ao final, foi obrigada a mostrar a investigação da Polícia do Piauí, portanto, não sob o comando de Flávio Dino, que confirmou o suicídio.

No desespero da derrota, os Sarneys sempre inventam alguma. Em 1994, foi a morte de Reis Pacheco, que depois da eleição descobriu-se vivo. Em 2014, um vídeo da campanha sarneysista acusou Dino de ser autor de um assalto. No dia seguinte, o preso que fez a denúncia confirmou que havia sido pago para isso.

Pelo jeito, quanto maior o desespero, maior a denúncia. Voltamos ao assassinato de 1994, que na época, garantiu a primeira vitória de Roseana Sarney como candidata ao governo. Desta vez, a mesma acusação falsa deve é sepultar sua carreira política.

Confira o vídeo abaixo: 


Voltamos a qualquer momento com mais informações

Do Marrapá