sexta-feira, 7 de setembro de 2018

MPE opina pelo INDEFERIMENTO da candidatura de Socorro Waquim

Em manifestação do Ministério Público Eleitoral (MPE) emitida hoje, sexta-feira (07/09), o Procurador Pedro Henrique Oliveira Castelo Branco apontou uma série de vícios no pedido de registro de candidatura da ex-prefeita de Timon, Socorro Waquim (MDB), que este ano disputa uma cadeira no Legislativo Estadual.


Segundo o procurador, Socorro Waquim apresentou uma certidão criminal incompleta, onde deveriam constar 14 processos a lista entregue pela candidata faz referencia apenas a 6. Também faltou por parte dela entregar certidões referente a processos de improbidade administrativa que tramitam na Comarca de Timon, sobre isso o membro do MPE intimou a candidata a apresentar tais certidões, pois podem configurar inelegibilidade da alínea l da do inciso I do art. 1º da Lei Complementar nº 64/90.

"O Ministério Público Eleitoral manifesta-se pela conversão do 
feito em diligência (art. 37 da Resolução TSE nº 23.548/2017) a fim de possibilitar à(ao) requerente 
sanear o vício no prazo de 03 (três) dias, sendo que, caso não suprido o vício, opina desde já 

pelo indeferimento do registro", concluiu o procurador Pedro Henrique em manifestação do MPE. 

Confira a manifestação do MPE na integra clicando AQUI

Voltamos a qualquer momento com mais informações