quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Weverton Rocha impõe derrota a mídia, e ganha Direito de Resposta


A Justiça Eleitoral concedeu direito de resposta ao candidato ao Senado pela Coligação Todos pelo Maranhão, deputado federal Weverton Rocha (PDT), no jornal o Estado do Maranhão, de propriedade da família Sarney, por falsas acusações em matéria publicada no dia seis de setembro que teria por finalidade denegrir a imagem do parlamentar, sob pena de multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento.

No dia 6 de setembro o jornal O Estado do Maranhão trouxe em suas versões impressa e online manchete em que anunciava que certidão do Supremo Tribunal Federal desmentia discurso do candidato no que diz respeito a negativa de ação penal em curso no STF em relação a acusação de desvio de dinheiro público na obra do Ginásio Costa Rodrigues, mas sem fazer a devida checagem, antes de publicar falsas afirmações.

O Estado do Maranhão sofreu mais esta derrota por tentar ser esperto e tentar mascarar a verdade dos fatos ao citar todas as ações penais que encontraram na consulta processual de Weverton no STF, só não se deram ao trabalho de ler e ver que em todas elas Weverton foi inocentado. Tiveram, inclusive, a coragem de citar até ação que o deputado impetrou contra o ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, como sendo processo contra ele. Abaixo o direito de resposta que o as duas versões do Estado do Maranhão terão que publicar, esclarecendo a verdade.

DIREITO DE RESPOSTA

“Por meio de decisão judicial, o candidato ao Senado, Weverton Rocha esclarece que uma apuração jornalística correta teria mostrado que Weverton foi inocentado, por decisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal, nas quatro ações penais citadas na matéria.

Quanto aos mandatos de segurança mencionados, Weverton não é réu, é autor, numa demonstração clara da sua efetiva atuação parlamentar em defesa da democracia e do povo”.

Do Jorge Vieira