terça-feira, 2 de outubro de 2018

Oposição e a velha política do tapinha nas costas


A dita oposição em Coelho Neto não se entende mesmo, vivem batendo cabeça uns com os outros, sempre colocando o próprio interesse acima dos demais, sem jamais conseguir construir um consenso entre eles mesmos.

Primeiro, criticaram o prefeito inventando pela própria conta que o gestor municipal empregava apenas pessoas de “Caxias”, mas em seguida, ao invés de serem coerentes com o próprio discurso e apoiarem a prata da casa, foram buscar candidato para apoiar em Caxias, e não apenas um mas dois caxienses desembarcaram em Coelho Neto da noite para o dia pelos braços da oposição. 

Mas esse ainda não é o ponto, o que tem chamado a atenção, é que eles mesmos estão sabotando os próprios candidatos. Primeiro foram atrás do homem do peixe e fizeram uma reunião para anunciá-lo como federal, mas nos últimos dias, o grupo que diz ser da “igreja” tem buscado e pedido votos para uma outra candidata religiosa, enquanto aqueles que se autointitulam a cabeça do grupo, tem pedido votos para o ex-todo-poderoso do governo de Roseana Sarney. 

Enquanto isso, no outro grupo de oposição, o candidato a federal foi simplesmente abandonado. O gordinho da SAF até tem tido uma campanha, ainda que tímida, mas o antigo homem da comunicação do governador não tem sido lembrado nos pedidos de voto, até mesmo cartazes dele foram arrancados dos muros dos ditos aliados. 

Se a traição e a mentira tem comido solta na oposição agora, avaliem em 2020 o que essa turma não será capaz de aprontar para fazerem valer seus interesses. 

Mas, é como dizem, tanta gentileza só pode terminar em falsidade... E por falar em Gentil, temos novidades nada boas 

Voltamos a qualquer com mais informações