quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Em ano de eleição Educação Caxiense já gastou mais de 900 mil reais com combustível

O valor até pode parecer pouco, quando pensamos no volume de viagens no âmbito do transporte escolar da cidade de Caxias, no tamanho de sua zona rural, e nos custos envolvidos com as idas e vindas de estudantes nos turnos da manhã, tarde e noite. Ainda mais, se pensarmos na grande quantidade de alunos e escolas que fazem parte da Rede Municipal de Educação em Caxias, e que são atendidos pelo transporte escolar. 

Prefeito Fábio Gentil com a Secretaria de Educação, Ana Célia Damasceno

Contudo, a verdade, é que o valor é absurdo. Isso percebemos quando analisamos o quanto foi gasto em todo ano de 2017, e comparamos com os valores já pagos em 2018, segundo informações do próprio portal de transparência da Prefeitura de Caxias. 

Gasto de Combustível da Secretaria de Educação em 2018

O Portal de Transparência revela que em 2017, popularmente chamando de ano passado, a prefeitura de Caxias pagou algo em torno de R$ 228 mil reais em combustível para o Posto M. A. da Silva Guimarães, através da Secretaria Municipal de Educação. Já em 2018, o mesmo posto de combustível, recebeu da Secretaria Municipal de Educação, mais de 900 mil reais em pagamento por combustível. Isso é um aumento de incríveis R$ 672 mil reais, de um ano para o outro, um aumento de aproximadamente 295%.

Gasto de Combustível da Secretaria de Educação em 2017


Cabe destacar, que não é possível saber por quanto combustível a prefeitura de Caxias pagou, uma vez que o Portal de Transparecia informa apenas os valores, mas não anexa a nota fiscal com o detalhamento do que foi “comprado” no já citado posto. Também não há informações sobre que veículos que foram abastecidos, com detalhamento sobre a placa e tipo de combustível. Logo, não temos como saber pelo que de fato foi pago. 

Então, não podemos deixar de perguntar, por que a prefeitura de Caxias tem gastou tanto com combustível em 2018? E cabe lembrar, que o ano letivo ainda não acabou, e a conta pode aumentar, e muito. 

E para não dizer que só falo dele... 

Leo Coutinho, ex-prefeito de Caxias

No último ano (2016) da gestão do ex-prefeito Léo Coutinho, a prefeitura de Caxias, através da Secretaria de Educação, gastou mais de R$ 400 mil reais com combustível. Isso significa dizer, que ainda assim o prefeito Fábio Gentil (PRB) torrou R$ 500 mil reais a mais com combustível, se comparado com seu antecessor.

Isso porque estamos falando apenas dos gastos de combustível da Secretaria de Educação, o que mais não podemos perceber se analisarmos os das outras Secretarias  

Com a palavra, o prefeito Fábio Gentil, vamos ver se ele consegue explicar esse absurdo 

NOTA: postagem editada às 14:51 para correção de um bug nas imagens que não foram carregadas corretamente