segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Não procedeu, tesoura comeu


Um verdadeira ditadura está instalada no palácio municipal em Caxias, onde o prefeito Fábio Gentil (PRB) governa com um chicote na mão, punindo todos aqueles que ousam desafiar suas ordens, e descumprir suas regras.  

Na última quinta-feira (01/11) o Diário Oficial de Caxias trouxe o decreto de exoneração do agora ex-Coordenador de Políticas Públicas da Juventude, Análio Junior, que ousou desrespeitar uma determinação do prefeito, e votar em candidato a deputado estadual diferente daquele que foi apoiado por Fábio Gentil. 


Essa exoneração apenas demonstra que Fábio Gentil "fiscaliza" de perto todos os servidores contratados ou comissionados da prefeitura de Caxias, não permitindo criticas ao seu governo por parte dos funcionários, por mais construtivas que seja, sugestões então, nem pensar. 

Com exoneração bajuladores do prefeito passaram a fazer troça nas redes sociais

No governo Gentil não há espaço para pensamentos diferentes, ou pessoas questionarem qualquer coisa, todos aqueles que ousam apontar algumas falha são logo taxados como inconvenientes, traidores, e insolentes, sendo destratados, humilhados e até mesmo expostos ao ridículo nas redes sociais.   

Para aqueles que hoje bajulam Fábio Gentil e dão de Análio Junior, o blog recomenda cuidado, por amanhã o humilhado poderá ser você. 

Só resta uma pergunta, como a exoneração saiu apenas dia 01 de novembro, Fábio Gentil pagará os 10 dias trabalhados por Análio Junior ou pretender dar calote?