quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Blogueiro fala bobagem e leva pito de Sindicalista


Em manifestação feita nas redes sociais, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados e Assalariadas Rurais de Coelho Neto, Eduardo Penha, criticou a postura de um conhecido blogueiro Coelhonetense que movido pelo rancor e amargura, que lhe são bastante próprio, desferiu na tarde de ontem, quarta-feira (12/12), ataques contra a atuação do deputado estadual Rafael Leitoa. 

O blogueiro que é bastante conhecido pelo intere$$e com que pauta seu blog, tentou criar um mal estar em torno do deputado estadual, pelo simples fato do parlamentar não ter se manifestado publicamente sobre as demissões do Grupo João Santos em Coelho Neto. 

Eduardo que preside um dos sindicatos que representa os trabalhadores não gostou da abordagem que o blogueiro fez do assunto, classificando o texto como fruto de uma “política mesquinha e de intrigas”. Disse ainda que o deputado Rafael Leitoa tem sido bastante presente nas discussões promovidas pelos sindicatos, sempre dialogando com as entidades, “ouvindo nossas demandas, e sempre que possível ecoou nossas necessidades na Assembleia Legislativa, e transmitiu nossas demandas ao Governo Estadual”. 

O líder sindical ainda faz referência a outros políticos do Maranhão, que foram bem votados em Coelho Neto que estão em silêncio, e pior, de braços cruzados. Afinal, onde estão Adelmo Soares, Márcio Jerry, Zé Gentil, Cleber Verde e tantos outros que conquistaram um mandato com os votos dos Coelhonetenses. Será que já procuraram os sindicatos para ofereceram ajuda e se colocarem à disposição?!

Aliás, por que será que o blogueiro não pergunta por eles também, conveniente né?

No final, Eduardo Penha reprova a conduta do blogueiro, analisando que tal postura apenas cria divisões e estimula disputas, destaca que o momento é de união e solidariedade, e encerra dizendo que muito ajuda quem não atrapalha.

Confira abaixo o texto publicado pelo sindicalista Eduardo Penha em suas redes socais: