sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Justiça Eleitoral ignora MPF e o próprio corpo técnico, e deixa Zé Gentil impune


Em decisão tomada momentos atrás, os membros do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) livraram o deputado estadual eleito Zé Gentil (PRB) da inelegibilidade, e aprovaram suas conta de campanha apesar da recomendação do Ministério Público Federal (MPF) pela Desaprovação. 

O MPF por duas vezes pediu a desaprovação das contas de campanha de Zé Gentil, justificando dentre outras coisas a omissão de gastos eleitorais. O órgão de fiscalização e controle apontou que candidato não informou os gastos referente a 219 notas fiscais que foram emitidas para o CNPJ de sua campanha referente a aquisição de combusteis, e também não lançou em sua prestação de contas o pagamento desse combustível, lançando dúvidas sobre a origem do dinheiro envolvido nessa transação. 

Com a aprovação de suas contas de campanha Zé Gentil está apto a ser diplomado em cerimônia que deve ocorrer na terça-feira (18/12), podendo assim assumir a cadeira no legislativo para qual foi eleito. 

Zé Gentil será deputado, ao custo que o MPF fica desmoralizado e a Justiça desacreditada. 

Confira AQUI a decisão que livrou Zé Gentil